PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Ibovespa sobe e se aproxima dos 104 mil pontos com TIM e Vivo entre maiores altas

20/07/2020 12h07

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa firmava-se no azul nesta segunda-feira e se aproximava dos 104 mil pontos, com as ações da TIM e da Telefônica Brasil entre as maiores altas, após oferta pelos ativos móveis da Oi, em pregão também marcado pelo vencimento dos contratos de opções sobre ações.

Às 11:52, o Ibovespa subia 0,8%, a 103.711,16 pontos. O volume financeiro era de 12,6 bilhões de reais.

No exterior, Wall Street não mostrava uma direção única, tendo no radar salto nos casos de Covid-19, embora notícias sobre vacinas contra o coronavírus trouxessem algum alento. o S&P 500 mostrava melhora e subia 0,26%.

Dados apontaram que a vacina experimental da AstraZeneca contra a Covid-19 se mostrou segura e produziu resposta imunológica em testes clínicos de estágio inicial feitos em voluntários saudáveis.

Em paralelo, a alemã BioNTech e a norte-americana Pfizer relataram que dados adicionais de sua vacina experimental mostraram que ela é segura e induziu resposta imunológica nos pacientes.

Na avaliação do estrategista Dan Kawa, da TAG Investimentos, os mercados estão entrando na terceira fase de um mini ciclo econômico, sendo que a primeira foi marcada pela 'parada brusca' do mundo (fevereiro e março) e a segunda pela recuperação em 'V', que começou a ficar mais clara desde maio.

"Nesta terceira fase, o qual acredito que estamos entrando, a recuperação econômica se mostra mais errática e heterogênea entre regiões, países e setores da economia", afirmou, ponderando contudo que isso não significa um cenário negativo.

"Mas um ambiente em que haverá uma enorme diferenciação da recuperação entre países e regiões do mundo, assim como entre setores da economia e ações/empresas específicas", afirmou.

No Brasil, agentes financeiros também estão atentos ao começo da temporada de resultados, com WEG abrindo o calendário do Ibovespa no próximo dia 22.

DESTAQUES

- TIM ON subia 9,22% e Telefônica Brasil PN avançava 7,82%, após apresentaram uma proposta conjunta, que ainda incluiu a América Móvil, pela unidade móvel da operadora Oi, em recuperação judicial. OI PN saltava 12,93% e OI ON disparava 7,44%.

- MARFIG ON valorizava-se 5,07%, como setor de proteínas mais uma vez entre os destaques positivos, em meio a perspectivas otimistas para os resultados da empresa. MINERVA ON subia 4,01% e JBS ON tinha elevação de 3,23%. BRF ON acompanhava o tom e avançava 1,35%.

- EMBRAER ON recuava 1,55%, após reportar queda nas entregas de aviões no segundo trimestre para 17 jatos, de 51 unidades no mesmo período do ano anterior, atribuindo o desempenho à pandemia de Covid-19.

- MAGAZINE LUIZA ON mostrava alta de 4,77%, com o setor de varejo com foco relevante no ecommerce também entre os destaques positivos na expectativa de números bons sobre o segundo trimestre, quando as vendas online ganharam força com medidas de isolamento social por causa do coronavírus.

- B3 ON subia 2,39%, beneficiada pelas perspectivas favoráveis para o mercado de capitais dado o cenário de taxas de juros no país, com números operacionais mensais divulgados pela empresa com forte crescimento de volumes alimentando apostas otimistas.

- SABESP ON perdia 2,11%, conforme agentes financeiros continuam digerindo a sanção do novo marco regulatório do saneamento básico no país, que deu forte suporte aos papéis da empresa de água e esgoto do Estado de São Paulo.

- PETROBRAS ON cedia 0,21%, enquanto PETROBRAS PN subia 0,48%, em sessão com fraqueza dos preços do petróleo no mercado internacional. O Brent cedia 0,4%.

- VALE ON tinha acréscimo de 0,39%, mesmo com o declínio dos preços do minério de ferro na China, diante de alta nos estoques do material nos portos do país, enquanto perspectivas otimistas de uma forte demanda doméstica no resto do ano tenham limitado as perdas.

- BRADESCO PN subia 0,31%, em sessão sem tendência única para as ações dos bancos no Ibovespa, com ITAÚ UNIBANCO PN em baixa de 0,29%.

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

(Edição Alberto Alerigi Jr.)