PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Novas receitas acordadas para UE são feito histórico, diz chefe da Comissão

23/07/2020 08h20

BRUXELAS (Reuters) - Um acordo dos líderes da União Europeia para designar novas fontes de receita para financiar o pacote de recuperação é um grande passo histórico para o bloco de 27 países, disse a chefe da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, ao Parlamento Europeu nesta quinta-feira.

Os líderes da UE concordaram na terça-feira, após uma cúpula de quatro dias, em impor um imposto sobre plástico não reciclado e repassar o dinheiro para a UE e em impor um imposto sobre serviços digitais e bens importantes para o bloco sobre países com regras fracas relacionadas à emissão de CO2, entre outros.

"O grande vencedor desta cúpula são os novos recursos próprios", disse von der Leyen ao apresentar o acordo da cúpula aos parlamentares europeus, que terão de aprová-lo nos próximos meses.

"Temos agora um acordo unânime sobre a necessidade de novos recursos próprios. E este é um enorme e histórico passo à frente para a nossa união, que tanto a Comissão quanto o Parlamento vêm incentivando", disse ela.

Von der Leyen também enfatizou que o desembolso de dinheiro do pacote de recuperação de 750 bilhões de euros para os países da UE estava vinculado a governos que seguem o Estado de Direito.

O vínculo, embora não claramente formulado nas conclusões da cúpula, é um meio de pressão sobre a Polônia e a Hungria para atender aos pedidos da UE para que não retirem a independência dos tribunais, das organizações não-governamentais e da mídia.

(Por Jan Strupczewski e Kate Abnett)