PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Wall St encerra em queda com mergulho de Intel; balanços e pandemia pesam

24/07/2020 18h46

Por Stephen Culp

NOVA YORK (Reuters) - Wall Street recuou nesta sexta-feira, em razão de fracos balanços corporativos, aumento dos casos de coronavírus e incertezas geopolíticas.

Pelo segundo dia consecutivo, o setor de tecnologia exerceu a maior pressão negativa sobre os três principais índices acionários dos Estados Unidos. Intel Corp liderou o declínio, com suas ações despencando 16,2%, depois que a fabricante de chips informou um atraso na produção de um chip menor e mais rápido de 7 nanômetros.

"Há um nervosismo antes do fim de semana após a intensificação da liquidação no setor de tecnologia", disse Ryan Detrick, estrategista sênior de mercado da LPL Financial em Charlotte, Carolina do Norte.

Cada índice registrou perda semanal, com o S&P 500 e o Dow Jones interompendo três semanas consecutivas de altas. O Nasdaq teve a semana mais fraca das últimas quatro.

Apple, Alphabet Inc. e Amazon.com devem divulgar os resultados dos seus balanços em 30 de julho, dia no qual o Departamento de Comércio dos EUA deve informar sua primeira estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre. Analistas projetam que a economia tenha despencado 35% durante esse período.

Mais de 1 mil norte-americanos morreram da Covid-19 na quinta-feira, no terceiro dia consecutivo com os números nessa marca preocupante, com o total de casos ultrapassando os 4 milhões.

A China ordenou aos Estados Unidos que fechem seu consulado na cidade de Chengdu nesta sexta-feira, reagindo à exigência feita por Washington nesta semana para que a China feche seu consulado de Houston, uma deterioração das relações entre as duas maiores economias do mundo.

O índice Dow Jones caiu 0,68%, para 26.469,89 pontos, o S&P 500 perdeu 0,62%, para 3.215,63 pontos, e o Nasdaq recuou 0,94%, para 10.363,18 pontos.