PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Hypera deve reduzir descontos e aumentar visitas a médicos no 2º semestre

27/07/2020 13h02

SÃO PAULO (Reuters) - A Hypera pretende reduzir descontos comerciais no segundo semestre e deve ampliar visitas de sua equipe de vendas a médicos, após um segundo trimestre em que o lucro da maior indústria farmacêutica do país subiu 18% na comparação anual.

A ação da companhia, dona de marcas como Doril, Addera e Vitasay, estava entre as maiores altas do Ibovespa às 13h00, de 5,8%, enquanto o índice mostrava valorização de 1,6%.

"Ano passado...fomos bastante agressivos (em descontos) principalmente em antigripais para retomarmos crescimento", disse o presidente-executivo da Hypera, Breno de Oliveira, em teleconferência com analistas. Ele se referiu ao canal de vendas formado pelas farmácias.

"Agora, em 2020, estamos com mix mais balanceado...estamos reduzindo desconto e aumentando investimento em ponto de venda. A tendência para o segundo semestre é de aumento de visitação médica, redução de descontos comerciais", acrescentou Oliveira, sem dar detalhes. No segundo trimestre, o reajuste médio nos preços da empresa foi de 6,5%.

Oliveira afirmou que após queda nos estoques entre o fim do primeiro trimestre e início do segundo, gerada por corrida dos consumidores às farmácias por causa das medidas de isolamento social, os inventários estão normalizados. O executivo comentou ainda que a empresa iniciou no segundo trimestre testes de venda direta de alguns produtos aos consumidores pela internet.

"A ideia na venda direta é aprendermos como isso funciona. Lançamos nosso ecommerce no segundo trimestre, como projeto piloto", disse o executivo. Ele afirmou que a Hypera está mantendo volume de investimentos como percentual da receita, mas focando mais em iniciativas digitais, uma consequência das medidas de distanciamento social.

Outra consequência da pandemia é que a Hypera avalia que poderá ampliar a produtividade de suas equipes de visitação médica, que fazem recomendações de medicamentos da empresa para os profissionais de saúde, em 20% nos próximos trimestres. Segundo Oliveira, isso será possível por meio de uso de um modelo híbrido de visita presencial e online.

(Por Alberto Alerigi Jr.)