PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Mnuchin vê possibilidade de acordo de ajuda, mas não há negociações marcadas com Congresso

10/08/2020 15h05

Por Susan Cornwell

WASHINGTON (Reuters) - O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, disse nesta segunda-feira que o governo Trump e o Congresso podem chegar a um acordo de auxílio contra coronavírus nesta semana, mas os democratas disseram que os dois lados não se falaram desde que as negociações fracassaram na sexta-feira.

Com as negociações paralisadas e o presidente Donald Trump agindo no fim de semana para tentar contornar o Congresso, não estava claro se democratas e republicanos seriam capazes de superar as diferenças para fornecer alívio aos trabalhadores, empresas e governos locais devastados pela pandemia, que matou pelo menos 162 mil norte-americanos.

Proteções contra despejo e a assistência ao desemprego adicional expiraram no final de julho, reduzindo a ajuda para mais de 30 milhões de pessoas.

Trump assinou no sábado decreto presidencial e memorandos sobre benefícios de desemprego expirados, suspensão de despejos, pagamentos de empréstimos estudantis e impostos sobre salários. Mas não ficou imediatamente claro se eles forneceriam alívio. [nL1N2FA0B9]

A presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, e o líder democrata do Senado, Chuck Schumer, disseram que estão abertos para retomar as negociações. Mas desde sexta-feira não houve contato entre o governo e os negociadores do Capitólio, disseram assessores democratas.

"Eles precisam nos encontrar no meio. Eles não podem simplesmente vir para a mesa e dizer que é do jeito deles ou nada; nunca faremos um acordo", disse Schumer à MSNBC. "Precisamos de uma ação ousada. Não vamos nos conformar com algo que não funciona."

Trump afirmou no domingo que os democratas ligaram para ele, mas Schumer disse que não é verdade.

A Câmara liderada pelos democratas aprovou um projeto de lei de ajuda de 3,4 trilhões de dólares em maio, mas o Senado liderado pelos republicanos não respondeu com uma proposta própria antes de apresentar um pacote de 1 trilhão de dólares no mês passado, quando funcionários de alto escalão do governo Trump começaram a negociar com os democratas.

Há áreas de acordo entre os dois lados, incluindo o fornecimento de dinheiro para escolas e testes de coronavírus. Mas eles continuam em desacordo sobre o escopo do projeto de lei e questões como seguro-desemprego para norte-americanos forçados a deixar o trabalho, ajuda para governos estaduais e locais e proteção de responsabilidade para empresas.

Mnuchin disse à CNBC que há espaço para um acordo, mas se recusou a dizer quando as negociações podem ser retomadas.

"Acho que eles estão dispostos a se comprometer", disse ele. "Ainda há muitas coisas que precisamos fazer e com as quais concordamos."

Trump, que não participou das negociações, pressionou Pelosi e Schumer a entrar em contato.

"Eles sabem meu número de telefone", escreveu ele no Twitter.

(Reportagem de Susan Cornwell e Patricia Zengerle; reportagem adicional de Susan Heavey e David Lawder)