PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Mnuchin se recusa a dizer se acordo de ajuda dos EUA contra Covid-19 pode ser alcançado

12/08/2020 10h59

WASHINGTON (Reuters) - O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, disse nesta quarta-feira que a Casa Branca e os principais democratas do Congresso podem não conseguir chegar a um acordo sobre um pacote econômico em resposta ao coronavírus, no quinto dia sem negociações sobre o impasse que impede alívio a dezenas de milhões de norte-americanos.

Mnuchin, que passou quase duas semanas tentando negociar um acordo com a presidente da Câmara norte-americana, Nancy Pelosi, o líder democrata no Senado, Chuck Schumer, e o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, também descreveu o resultado potencial das negociações em termos das perspectivas de reeleição do presidente Donald Trump.

“Não posso especular. Se os democratas estão dispostos a ser razoáveis, há um comprometimento. Se os democratas estão focados na política e não querem fazer nada que dê certo para o presidente, não haverá acordo", disse ele à Fox Business Network em uma entrevista.

Schumer acusou os republicanos de se recusarem a encontrar um meio-termo depois que os democratas ofereceram um acordo no ponto médio entre a oferta de 1 trilhão de dólares dos republicanos do Senado e os 3 trilhões de dólares aprovados pela Câmara -- controlada pelos democratas -- em maio. Mnuchin novamente rejeitou nesta quarta-feira a oferta dos democratas, que chamou de "ridícula".

O impasse, que começou na sexta-feira passada, quando as negociações foram interrompidas sem acordo, colocou os investidores norte-americanos em estado de alerta em meio a mais de 5,16 milhões de casos de Covid-19 nos Estados Unidos.

A pandemia teve um impacto particularmente pesado nos Estados Unidos, onde matou mais de 164 mil pessoas, mais do que em qualquer outro país.

(Reportagem de Susan Heavey e David Morgan)