PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Contrato de etano com Braskem deve ser cancelado, diz presidente do México

17/08/2020 14h54

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, disse nesta segunda-feira que um contrato de fornecimento de etano assinado sob a administração de um de seus predecessores com um consórcio liderado pela Braskem deve ser cancelado.

O contrato entre a estatal Petróleos Mexicanos (Pemex) e o consórcio formado pela Braskem e pela mexicana Idesa foi firmado durante a gestão do ex-presidente mexicano Felipe Calderón.

"Esse contrato precisa ser cancelado na minha opinião porque é injusto", disse López Obrador. "Tem que ser revisto."

De acordo com os termos do contrato, a Pemex teve que fornecer etano bem abaixo dos preços de mercado atuais.

O etano, um hidrocarboneto que vem do gás natural, é usado para fazer polietileno plástico comum na planta da Braskem Idesa perto do porto de Coatzacoalcos, na costa do Golfo.

López Obrador disse em fevereiro que as autoridades estavam analisando se era possível rescindir o contrato.

A Braskem Idesa e a Pemex não puderam ser contatadas imediatamente para comentar o assunto.

(Por Dave Graham e Raul Cortes Fernandez)