PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Ibovespa mostra indefinição em dia com vencimento de opções

17/08/2020 11h30

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa não mostrava uma tendência clara nesta segunda-feira, com a primeira etapa da sessão marcada pelo vencimento de opções sobre ações, com o setor de mineração e siderurgia e empresas de proteínas entre os destaques positivos, enquanto companhias aéreas figuravam entre as maiores baixas.

Às 11:20, o Ibovespa caía 0,4 %, a 100.946,38 pontos. O volume financeiro era de 8,3 bilhões de reais.

No exterior, Wall Street abriu em alta, mas passou a mostrar desempenho misto, com o mercado em Nova York também na expectativa de resultados de varejistas nesta semana. O S&P 500 subia 0,2%.

Investidores também começam a monitorar com maior atenção os movimentos relacionados à eleição presidencial dos Estados Unidos, com a Convenção Nacional do Partido Democrata nesta semana.

A temporada de balanços no Brasil é relativamente tranquila nesta segunda-feira, com Magazine Luiza entre os destaques, mas com divulgação prevista apenas após o fechamento do pregão.

Em relatório a clientes, estrategistas do BTG Pactual afirmaram que, em uma primeira análise e em comparação com as suas estimativas, os resultados, excluindo Petrobras e Vale, parecem fortes, principalmente as companhias de proteínas.

O cenário fiscal também continua no radar e o estrategista Dan Kawa, da TAG Investimentos, observa que não há muita certeza sobre o tema.

"A mídia ventila potencial saída de Paulo Guedes (ministro da Economia) do governo. Já Paulo Guedes, nega sua saída para consultorias políticas privadas. O teto dos gastos parece estar em debate, assim como a trajetória dos gastos públicos", afirmou em comentário a clientes mais cedo.

DESTAQUES

- MINERVA ON subia 3,68%, enquanto MARFRIG ON avançava 4,39% e JBS ON tinha elevação de 2,96%, com o setor entre os destaques da temporada de balanços.

- VALE ON mostrava acréscimo de 1,3%, na esteira da alta dos preços do minério de ferro na China, com USIMINAS avançando 2,28%, em movimento acompanhado por GERDAU PN e CSN ON. Também no radar estavam dados divulgados na sexta-feira de que as vendas de aços planos e longos no mercado interno avançaram no mês passado.

- GOL PN perdia 2,78%, em meio ao ambiente ainda difícil para o setor em razão da pandemia de Covid-19. AZUL PN mostrava declínio de 2,71%.

- CIA HERING ON caía 3,04%, corrigindo parte da alta da última sexta-feira, quando o papel da verejista de moda fechou com elevação de mais de 10%.

- MAGAZINE LUIZA ON subia 1,50%, antes da divulgação do balanço no final do dia. No setor, B2W ON avançava 0,48%, após fechar em baixa de quase 7% na sexta-feira, enquanto VIA VAREJO ON cedia 1,34%.

- PETROBRAS PN tinha decréscimo de 0,49%, abandonando a tentativa de recuperação, apesar da alta dos preços do petróleo no exterior, onde o Brent subia 0,69%.

- ITAÚ UNIBANCO PN recuava 1,74% e BRADESCO PN perdia 1,46%, pesando do lado negativo.

- LINX ON, que não está no Ibovespa, recuava 3,08%, após uma semana de forte valorização (+34%), em meio a anúncio de acordo de união de negócios com a StoneCo seguido poucos dias depois de proposta da Totvs para combinação das operações. TOTVS ON subia 1,19% e, em Nova York, STONECO tinha elevação de 1,2%.