PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Walmart deve reportar margens melhores e aumento nas vendas online

17/08/2020 11h43

Por Aishwarya Venugopal e Melissa Fares

(Reuters) - As margens e as vendas online do Walmart devem se beneficiar no segundo trimestre, conforme o maior varejista dos Estados Unidos lucrou com consumidores usando o auxílio do governo para comprar produtos mais caros, como tênis e brinquedos, além de itens essenciais.

A maior parte do dinheiro do estímulo foi para habitação, economias e compras de supermercados, de acordo com uma pesquisa com consumidores do IRI. Os varejistas, incluindo o Walmart, também viram um aumento nas vendas de itens como eletrônicos e roupas no segundo trimestre. Espera-se que esses itens de maior valor ajudem as margens do Walmart.

"Ao contrário de outros varejistas, acreditamos que o Walmart sofreu o pior no primeiro trimestre, limitando o impacto no segundo trimestre", disse Seth Sigman, analista do Credit Suisse, em nota na semana passada.

Uma questão é o quão bom será seu desempenho em comparação a concorrentes grandes como Costco Wholesale e Target, que foram impulsionados desde o início da pandemia.

Visitas ao Costco nas semanas de 6 de julho, 20 de julho e 27 de julho tiveram um aumento anual, de acordo com a Placer.ai, uma empresa que monitora o tráfego de pedestres.

Mesmo assim, os investidores dão uma vantagem ao Walmart.

"A maneira como vemos os consumidores agora é que eles estão gastando com o que precisam gastar - muito menos jantares em restaurantes, muito mais refeições em casa. Todas essas tendências favorecem o Walmart", disse Randy Hare, gerente de portfólio da Huntington Private Bank.

Hare destacou os investimentos do Walmart em áreas como retirada de produtos e entrega no mesmo dia, que ajudaram a atender à demanda crescente observada durante as medidas de isolamento.

"O Walmart fez muitas coisas certas nos últimos anos. Melhorou a execução e mudou com sucesso a narrativa de sua história de um varejista de tijolo maduro para uma possível segunda maior empresa do setor de e-commerce", disse o analista de ações do UBS Michael Lasser.

A empresa deve divulgar seus resultados na terça-feira. Analistas esperam crescimento de vendas mesmas lojas de 5,02%, segundo dados da Refinitiv.