PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

S&P 500 e Nasdaq atingem máximas recordes com esperanças de tratamento contra Covid-19

24/08/2020 12h00

Por Medha Singh

(Reuters) - O S&P 500 e o Nasdaq alcançaram novas máximas nesta segunda-feira, impulsionados pelo setor de tecnologia e pela aprovação dos Estados Unidos para o uso emergencial de plasma sanguíneo no tratamento de pacientes com Covid-19.

As medidas vêm antes da Convenção Nacional Republicana, onde o presidente Donald Trump será nomeado para liderar seu partido por mais quatro anos, dando início à corrida que acaba em 3 de novembro, dia da eleição norte-americana.

A decisão da Food and Drug Administration (FDA) dos EUA de usar plasma sanguíneo de pacientes recuperados foi comemorada por Trump um dia depois de ele acusar a agência reguladora de medicamentos de impedir o lançamento de tratamentos por motivos políticos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), no entanto, foi cautelosa sobre o tratamento, citando evidências de "baixa qualidade" de que ele funciona.

A Apple Inc ganhava 2,7%, ultrapassando 500 dólares por ação pela primeira vez, proporcionando o maior impulso para os três principais índices de ações.

Facebook Inc, Amazon.com Inc, Microsoft Corp e Alphabet Inc --controladora do Google-- que, junto com a Apple representam quase um quarto da capitalização de mercado do S&P 500, subiam entre 0,9% e 3,5%.

Os setores de consumo discricionário, tecnologia e serviços de comunicação lideravam os ganhos entre os principais setores do S&P.

Também ajudava o sentimento a notícia de que o governo Trump está considerando acelerar uma vacina experimental contra Covid-19 que está sendo desenvolvida pela AstraZeneca Plc e pela Universidade de Oxford, para uso nos Estados Unidos antes da eleição.

Às 11:58 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,87%, a 28.174 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,726489%, a 3.422 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,46%, a 11.364 pontos.

(Reportagem de Medha Singh e Devik Jain)