PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Liquidação em tecnologia pressiona Wall St com pedidos de seguro-desemprego ainda elevados

17/09/2020 12h09

Por Shreyashi Sanyal e Devik Jain

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street operavam em baixa nesta quinta-feira, depois que dados mostraram altos níveis de pedidos semanais de auxílio-desemprego, enquanto ações relacionadas a tecnologia voltavam recuar, com Apple e Amazon.com entre as maiores pressões negativas sobre o Nasdaq.

Todos os 11 principais índices setoriais do S&P 500 registravam queda, com as ações de energia liderando as perdas, já que temores sobre uma demanda morna por combustível atingiam os preços do petróleo.

As ações de bancos operavam em baixa de 1,1%, enquanto o subíndice financeiro mais amplo perdia 1,0%, um dia após o Federal Reserve se comprometer em manter os juros baixos por um período prolongado de forma a tirar a maior economia do mundo de uma recessão induzida pela pandemia.

Mas, com o chair do Fed, Jerome Powell, indicando um longo caminho até o "emprego máximo", os mercados de ações ficaram decepcionados com a falta de detalhes mais firmes sobre o plano de estímulo do banco central.

Aumentando as preocupações em torno de uma recuperação estagnada, um relatório do Departamento do Trabalho dos EUA mostrou que o número de norte-americanos que entraram com pedidos de auxílio-desemprego caiu na semana passada, mas permaneceu em níveis extremamente altos.

Facebook, Apple, Amazon.com, Tesla, Microsoft, Alphabet e Netflix perderam juntas 150 bilhões de dólares em valor de mercado na primeira meia hora de negociação.

Às 12:02 (horário de Brasília), o índice Dow Jones, enquanto o S&P 500 perdia 0,552062%, a 3.367 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,89%, a 10.952 pontos. O Nasdaq entrou em território de correção no início deste mês.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447723))

REUTERS LB JCG