PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Não há risco à pauta reformista nas eleições para presidentes da Câmara e do Senado, diz líder do governo

17/09/2020 13h10

BRASÍLIA (Reuters) - O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), afirmou nesta quinta-feira que não há risco para as pautas reformistas de interesse do Executivo com os candidatos colocados até o momento com chance de eleição às presidências da Câmara e do Senado.

Em live da Necton Investimentos, o deputado afirmou que o governo não pretende interferir no processo. Ao lembrar que uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para possibilitar a reeleição dos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), teria tramitação mais longa e exigente em termos de quórum, avaliou que a decisão sobre o assunto deve ficar a cargo do Supremo Tribunal Federal (STF).

"O governo não interfere na eleição da Câmara dos Deputados ou de outro Poder", disse o líder governista.

"Não haverá, da parte do governo, uma articulação a favor deste ou daquele candidato."

Ao garantir que o governo está "tranquilo" com o processo, afirmou que "de todos os candidatos que se apresentam viáveis no momento, nenhum deles oferece risco à pauta reformista que a sociedade brasileira nos exige neste momento".

Em declarações recentes, Maia tem negado a intenção de se submeter a um processo de reeleição. Alcolumbre, por sua vez, enfrenta resistência de alguns senadores.

Já tramita, no Senado, uma PEC que altera a Constituição para permitir a reeleição às mesas das duas Casas numa mesma legislatura, o que hoje é vedado. A proposta foi apresentada pela Rose Freitas (Podemos-ES), ação que motivou um processo ético-disciplinar contra a senadora dentro do partido, que a afastou 60 dias.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)