PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Pressão dos bancos interrompe série de ganhos para ações na Europa

17/09/2020 14h29

Por Sruthi Shankar

(Reuters) - As ações europeias quebraram uma série de quatro dias consecutivos de ganhos nesta quinta-feira, com os bancos cambaleando em meio à perspectiva de juros próximos a zero por um período prolongado, ao mesmo tempo em que a venda de ações de tecnologia em Wall Street contaminou os mercados europeus.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,52%, a 1.439 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,51%, a 371 pontos, recuando de uma máxima em um mês para fechamento tocada na sessão anterior.

O FTSE 100 do Reino Unido, dominado por empresas globais que atraem receitas 'offshore', foi sustentado pela queda da libra depois que o banco central britânico disse que estava examinando mais de perto como poderia cortar os juros abaixo de zero.

O índice blue-chip, no entanto, fechou em queda de 0,5%, com grandes bancos como HSBC, Barclays e Standard Chartered caindo cerca de 2%.

O índice bancário europeu mais amplo -- o setor com pior desempenho, acumulando queda de 38% este ano -- perdeu 1,6%.

A decisão do Banco da Inglaterra veio na esteira da decisão do Federal Reserve, que se comprometeu em manter os custos dos empréstimos mais baixos pelo tempo que a economia dos EUA precisar para se recuperar da crise do coronavírus. No entanto, os investidores ficaram inquietos com a falta de novas medidas de estímulo.

As ações de tecnologia continuaram a pesar em Wall Street, enquanto na Europa esse setor registrou queda de 1,0%.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,47%, a 6.049 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,36%, a 13.208 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,69%, a 5.039 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,12%, a 19.739 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,35%, a 7.086 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,16%, a 4.286 pontos.