PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Preocupação com contas públicas mantém pressão e Ibovespa cai mais de 1%

29/09/2020 17h46

Por Peter Frontini

SÃO PAULO (Reuters) - O mercado acionário brasileiro teve nova sessão de perdas nesta terça-feira, refletindo a preocupação do mercado com a situação fiscal do país, movimento desta vez amparado pelo movimento também negativo de Wall Street.

O índice caiu 1,15%, a 93.580,35 pontos. O volume financeiro da sessão somou 23,3 bilhões de reais.

Após recuar 2,4% na segunda-feira, o Ibovespa chegou a esboçar recuperação nas primeiras horas do pregão, mas logo perdeu força diante de persistnetes temores ligados às contas públicas, após anúncio de proposta do programa Renda Cidadã.

A proposta de usar parte dos recursos de precatórios --dívidas de ações judiciais perdidas pela União e que devem ser pagas depois das sentenças definitivas-- e recursos do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) para financiar o Renda Cidadã foi vista pelo mercado como tentativa de driblar o teto de gastos e o ajuste fiscal.

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro reclamou da reação negativa do mercado à proposta, pedindo sugestões para financiar o programa.

Mesmo que os detalhes e a aprovação do programa ainda sejam incertos, o anúncio foi um golpe na credibilidade fiscal do país, afirmaram analistas do Julius Baer, em nota.

No cenário internacional, investidores aguardam o primeiro debate das eleições presidenciais dos Estados Unidos entre o presidente republicano, Donald Trump, e o rival democrata, Joe Biden.

O índice S&P 500 teve baixa de 0,48%.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN recuou 1,63%, enquanto PETROBRAS ON perdeu 2,8%, diante da forte queda dos contratos futuros do petróleo. Na quarta-feira, o julgamento de ação sobre possibilidade de venda de refinarias da empresa deve ser retomada no STF .

- AZUL PN desabou 7,7%. O Bradesco BBI rebaixou a recomednação da empresa para "neutra", revisando o preço alvo de 27 reais para 23 reais. GOL PN perdeu 5,7%.

- IRB BRASIL subiu 1,1%, ampliando o rali recente após aprovação de um emissão de debêntures simples não conversíveis de até 900 milhões de reais.

- ITAÚ UNIBANCO PN teve queda de 2,18%. BRADESCO PN recuou 2,38%, e BANCO DO BRASIL ON perdeu 2,46%.

- WEG ON ganhou 3,26%, após ter registrado queda superior a 2% na véspera.

- HAPVIDA ON subiu 0,17%, após anunciar a compra do grupo Santa Filomena, no interior paulista, por 45 milhões de reais.