PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Ibovespa abandona máximas e fecha estável sem avanços sobre estímulos nos EUA

21/10/2020 17h34

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou praticamente estável nesta quarta-feira, sem força para se manter acima dos 101 mil pontos, diante da ausência de novidades efetivas sobre um acordo para novos estímulos fiscais nos Estados Unido.

A cena corporativa ocupou as atenções, com Qualicorp entre os maiores ganhos, em meio a planos da Rede D'Or de elevar participação na empresa, enquanto Weg sofreu realização de lucros após registrar máxima na esteira de resultado sólido.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa encerrou com variação positiva de 0,01%, a 100.552,44 pontos, após, na máxima da sessão, alcançar 101.585,92 pontos. O volume financeiro totalizou 24,4 bilhões de reais.

A piora do pregão brasileiro acompanhou Wall Street, onde o S&P 500 fechou em queda 0,2%, após uma sessão volátil, com os holofotes voltados para as negociações em Washington sobre um novo pacote econômico em resposta ao Covid-19.

A presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, disse mais cedo que havia perspectiva de um acordo sobre mais auxílio e que estava otimista de que um consenso será alcançado, embora não esteja claro se o projeto poderá ser aprovado antes da eleição.

Mais tarde, porém, o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, por sua vez, afirmou que há uma série de diferenças em torno de um pacote, embora o presidente Donald Trump esteja "disposto a aceitar" trabalhar rumo a um acordo.

Apesar do enfraquecimento no final da sessão, o Ibovespa manteve tom positivo na semana, que já acumula alta de mais de 2%.

Na visão do sócio da Monte Bravo Investimentos Rodrigo Franchini, o tom mais otimista na bolsa paulista nesta semana acompanha as esperanças de mais estímulos nos EUA, que ele citou que não se sabe o prazo, mas que a aposta é de que virão.

Além disso, acrescentou, também repercute bem a defesa pelo governo brasileiro do teto de gastos e alinhamento do discurso entre o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, sobre reformas e a situação fiscal do país.

DESTAQUES

- QUALICORP ON subiu 5,75%, após a rede de hospitais D'Or anunciar nesta quarta-feira que planeja ampliar sua participação companhia. A Rede D'Or, que está buscando aprovação do Cade para o negócio, já possui 10% de participação na Qualicorp.

- EZTEC ON avançou 3,81%, tendo no radar previsão de realizar de 4 bilhões a 4,5 bilhões de reais em Valor Geral de Vendas para o agregado dos anos de 2020 e 2021, de empreendimentos exclusivamente residenciais, considerando somente a participação da companhia.

- MULTIPLAN ON fechou em alta de 3,73%, com ações de empresas de shopping centers como um todo em alta, em meio a expectativas de resultados melhores. Na visão de analistas do Credit Suisse, o setor está se recuperando rapidamente e os preços dos papéis estão refletindo um cenário pessimista demais.

- WEG ON caiu 6,16%, após renovar recorde intradia nos primeiros negócios, quando subiu mais de 4%, a 87,21 reais, em meio ao salto de 54% no lucro líquido do terceiro trimestre, a 644,2 milhões de reais. A empresa citou no balanço retomada da demanda de equipamentos de ciclo curto e manutenção do bom desempenho dos negócios de ciclo longo.

- IRB BRASIL RE caiu 3,8%, abandonando ganhos do começo do pregão, quando subiu 4,65%, tendo no radar dados de agosto da resseguradora, que mostraram prejuízo líquido de 65,4 milhões de reais, mas se excluído o impacto de negócios descontinuados teria sido de lucro de 73,8 milhões.

- CVC BRASIL ON recuou 2,9%, enquanto o setor de turismo permanece sensível a incertezas sobre a recuperação da atividade após a pior fase da pandemia de Covid-19.

- PETROBRAS PN caiu 0,1%, afetada pelo declínio dos preços do petróleo no exterior e após forte valorização na véspera. Dados da companhia conhecidos após o fechamento da terça-feira mostraram alta de 2,6% na produção de petróleo e gás, a 2,952 milhões de barris de óleo equivalente ao dia (boed) no terceiro trimestre.

- VALE ON encerrou com acréscimo de 1,63%, apoiada na alta dos contratos futuros do minério de ferro negociados na China nesta quarta-feira, acompanhando os firmes preços no mercado físico.

- BRADESCO PN subiu 1,02% e ITAÚ UNIBANCO PN avançou 0,91%, com o setor de bancos mais uma vez endossando o sinal positivo do Ibovespa, em meio a otimismo para os resultados do setor no terceiro trimestre, que começam na próxima semana, bem como percepções de que os preços estão atrativos.

- ÂNIMA ON, que não está no Ibovespa, caiu 4,52%, após apresentar uma oferta maior pelos ativos no Brasil da Laureate, o que fez com que o grupo norte-americano de ensino encerrasse tratativas com a Ser Educacional. SER ON recuou 6,04%.