PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Wall St encerra em alta sob esperanças de estímulo no dia das eleições nos EUA

03/11/2020 18h12

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK (Reuters) - As ações dos Estados Unidos encerraram em forte alta nesta terça-feira, com os norte-americanos depositando seus votos em uma das eleições presidenciais mais polarizadas do país e os investidores apostando que o pleito iria ser decidido sem um processo prolongado, levando a um acordo rápido por mais estímulo fiscal.

A liderança do democrata Joe Biden sobre o presidente republicano Donald Trump em pesquisas de opinião nacional aumentou as expectativas de um resultado decisivo e de um pacote de estímulo pós-eleitoral que cumpriria as promessas de Biden de gastos com infraestrutura.

Alguns analistas afirmaram que os fortes ganhos do mercado também refletiram uma recuperação do movimento generalizado de venda da semana passada, quando o S&P registrou a maior queda percentual semanal em mais de sete meses.

"Parece que as pesquisas estreitaram, o que torna as coisas um pouco mais difíceis para Biden, mas o mercado reagindo da forma como está reagindo agora me diz que o mercado acha que vamos obter uma resolução bem rápida", disse Randy Frederick, vice-presidente de negociação e derivativos para Charles Schwab em Austin, Texas.

"Se por algum motivo não tivermos um quadro claro, se houver uma indisposição de ceder por parte do perdedor e isso acabar tendo que ir aos tribunais, teremos, por algum tempo, alguns mercados instáveis ​​e voláteis." Na noite das eleições presidenciais de 2016, os futuros dos índices acionários norte-americanos despencaram quando se tornou aparente que Trump poderia obter uma surpreendente vitória contra a democrata Hillary Clinton. Desde então, o índice S&P 500 valorizou-se 55%, com impostos mais baixos de Trump impulsionando os lucros corporativos e a recompra de ações. O Dow Jones subiu 2,06%, para 27.480,03 pontos, o S&P 500 ganhou 1,78%, para 3.369,16 pontos, e o ​​Nasdaq teve alta de 1,85%, para 11.160,57 pontos.

Os ganhos foram amplos, com 10 dos 11 principais setores S&P apresentando valorização, liderados pelos segmentos financeiro e industrial, cada um com alta superior a 2%, enquanto os investidores reduziram algumas apostas na volatilidade pós-voto que dominava nas últimas semanas.

O índice VIX --considerado uma medida do medo em Wall Street-- atingiu a mínima de uma semana após atingir a máxima de quatro meses e meio na semana passada.