PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Economista-chefe do BC britânico vê cicatrizes duradouras da crise da Covid-19

23/11/2020 09h45

Por William Schomberg

LONDRES (Reuters) - A crise do coronavírus deixará cicatrizes duradouras na forma de níveis de dívida mais altos, desemprego, educação perdida e problemas de saúde mental, especialmente para pessoas com renda mais baixa, disse o economista-chefe do Banco da Inglaterra, Andy Haldane.

"Os anúncios de vacinas das últimas semanas oferecem uma esperança no fim do túnel", disse Haldane em comentários feitos nesta segunda-feira em uma conferência para instituições de caridade organizada pela Civil Society Media.

"No entanto, mesmo com uma vacina, está claro que essa crise deixará algumas cicatrizes duradouras, principalmente nos mais pobres e desfavorecidos."

A economia britânica encolheu em um quarto quando a pandemia de Covid-19 atingiu o país no início de 2020, e levou o governo a fechar grande parte das empresas.

Haldane disse que cerca de dois terços das perdas foram recuperados até agora e espera que a retomada seja mais acentuada do que em recessões anteriores, refletindo a velocidade do colapso e o recente progresso nas vacinas.