PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Economia do México se recupera no 3° tri com impulso de manufatura

26/11/2020 12h04

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A economia do México registrou recuperação de 12,1% no terceiro trimestre em relação aos três meses anteriores, impulsionada principalmente pela recuperação do setor manufatureiro, informou nesta quinta-feira a Inegi, agência local de estatísticas.

A recuperação acontece após recuo histórico de 17% no segundo trimestre, provocado pelo fechamento das atividades devido à pandemia de coronavírus, que deixou mais de 103 mil mortos no país.

Uma estimativa preliminar divulgada no fim de outubro havia apontado que a segunda maior economia da América Latina tinha crescido 12% entre julho e setembro.

Os dados do Produto Interno Bruto (PIB) mostram que as atividades secundárias --indústria e manufatura-- tiveram o maior avanço trimestral, de 21,7%, seguidas por comércio e serviços, com alta de 8,8%, e pelas atividades primárias, com 8%, segundo dados dessazonalizados do Inegi.

Em termos anuais, o PIB do México caiu 8,6%, o que faz o país latino-americano aprofundar uma recessão iniciada no final de 2019, segundo os números oficiais.

A retomada econômica "foi impulsionada por uma forte recuperação na demanda externa", disse o Banco do México ontem em seu relatório trimestral. No entanto, acrescentou, "permanece um alto grau de incerteza sobre a evolução futura da atividade, tanto nacional quanto global".

O Inegi divulgou também nesta quinta-feira o desempenho da atividade econômica durante o mês de setembro, que apresentou aumento mensal de 1% e queda de 5,5% na taxa anual.

(Por Abraham González)