PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Carga de energia elétrica no Brasil em 2020 cairá menos que o previsto, diz CCEE

A queda foi menor do que a prevista, que era de 3% - Amit Dave
A queda foi menor do que a prevista, que era de 3% Imagem: Amit Dave

Roberto Samora

São Paulo

02/12/2020 11h17

A carga de energia elétrica no Brasil deverá ter retração de 1,5% em 2020 ante 2019, fechando o ano em 66.793 MW médios, por impacto da pandemia da covid-19 na atividade econômica, estimou hoje a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

A queda projetada na carga ficou menos acentuada ante a prevista em julho, quando entidades do setor elétrico, incluindo a CCEE, esperavam recuo de 3% em 2020.

Na véspera, o Operador Nacional do Sistema (ONS), a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e a CCEE estimaram que o Brasil deverá registrar crescimento médio de 3,6% ao ano na carga de energia do sistema nacional entre 2021 e 2025.

Em levantamento conjunto, as entidades afirmaram que as perspectivas de prazo mais longo, a partir de 2022, levam em consideração um ambiente econômico mais favorável, com recuperação do mercado de trabalho, e uma maior estabilidade econômica.

Considerando apenas 2021, os dados de planejamento apontaram para um aumento de 3,4% na carga do Sistema Interligado Nacional (SIN), com base em uma elevação de 3,3% no Produto Interno Bruto (PIB) no ano que vem.