PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Ibovespa recua com realização de lucros após encostar em 112 mil pontos

02/12/2020 12h00

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa mudou de sinal e caía nesta quarta-feira, em meio a movimentos de realização de lucros após renovar máximas desde fevereiro e encostar nos 112 mil pontos mais cedo, embora o noticiário sobre vacinas atenuasse as vendas.

Às 11:53, o Ibovespa caía 0,49%, a 110.856,23 pontos. Na máxima até o momento, chegou a 111.924,56 pontos. O volume financeiro era de 9,4 bilhões de reais.

Na terça-feira, o Ibovespa encerrou em alta de 2,3%, a 111.399,91 pontos, maior nível de fechamento desde 21 de fevereiro.

Wall Street também passava por ajuste negativo após o S&P 500 bater recorde, endossado por dados do mercado de trabalho norte-americano, com a criação de vagas no setor privado crescendo menos do que o esperado em novembro.

No exterior, o Reino Unido aprovou a vacina contra Covid-19 desenvolvida em parceria entre Pfizer e BioNTech e afirmou que poderá começar a ser aplicada aos mais vulneráveis na semana que vem.

De acordo com análise técnica da equipe do Safra, o Ibovespa retomou o movimento de alta e testou a resistência em 111.600 pontos. Acima disso, terá como objetivo os 116.500 pontos, afirmou em relatório a clientes.

Na visão da equipe da Ágora Investimentos, mesmo que o Ibovespa trabalhe alinhado a pares externos, com muitos apresentando ajuste negativo nesta sessão, "no geral o clima ainda segue favorável".

DESTAQUES

- VALE ON perdia 4,16%, um dia após atingir cotação recorde para o fechamento, com agentes financeiros analisando projeções da mineradora para produção, investimentos e dívida, entre outras variáveis. O Bradesco BBI avaliou que o guidance de produção inferior foi um pouco decepcionante, mas sem mudança estrutural na visão para a companhia.

- BRASKEM PNA caía 3,84%, após anunciar que a controlada no México (Braskem Idesa) iniciou os procedimentos para a interrupção imediata das atividades operacionais, após agência do governo mexicano Cenagas anunciar parada do serviço de transporte de gás natural, de forma unilateral.

- ELETROBRAS ON avançava 4,72%, com o setor elétrico entre os destaques positivos do Ibovespa. A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) estimou que a carga de energia elétrica no Brasil deverá ter retração de 1,5% em 2020 ante 2019, fechando o ano em 66.793 MW médios, menor do que o previsto.

- NOTRE DAME INTERMÉDICA ON valorizava-se 4,45%, após precificar na véspera oferta secundária de ações a 69,50 reais por papel, praticamente sem desconto em relação ao fechamento da ação na terça-feira. A operação movimentou 3,753 bilhões de reais.

- PETROBRAS PN cedia 0,23%, mesmo com a alta do petróleo no exterior, com investidores embolsando lucros recentes. PETROBRAS ON tinha variação negativa de 0,04%

- ITAÚ UNIBANCO PN desvalorizava-se 0,1%, também em sessão de ajuste após valorização robusta recente. BRADESCO PN perdia 0,33%.