PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

UE vai ignorar Polônia e Hungria se eles não aprovarem orçamento até 3ª, diz diplomata

07/12/2020 09h37

BRUXELAS (Reuters) - A União Europeia precisa de um sinal de Polônia e Hungria na segunda ou terça-feira de que vão retirar o veto ao orçamento e fundo de recuperação da UE, ou o bloco terá que prepará-lo sem os dois membros, disse um diplomata da UE.

Varsóvia e Budapeste, ambos sob avaliação por prejudicarem a independência judicial e da mídia, estão bloqueando o orçamento e o fundo de recuperação porque são contra tornar o dinheiro condicional ao respeito ao Estado de direito e a normas democráticas.

"Precisamos ter um acordo de Hungria e Polônia até hoje ou amanhã no máximo. Se não tivermos, teremos que partir para o cenário B", disse o diplomata da UE à Reuters.

Cenário B significa organizar o fundo de recuperação de 750 bilhões de euros da UE para apenas 25 Estados membros, sem Polônia e Hungria, para que outros recebam o dinheiro necessário para ajudar a tirar sua economia da crise causada pelo coronavírus.

Sob esse cenário, o próximo orçamento de longo prazo da UE, de 1,1 trilhão e euros, permanecerá bloqueado. A UE se financiaria através de um orçamento provisório em 2021 que impediria os gastos em novos projetos e cortaria radicalmente fundos mesmo para os existentes.

(Reportagem de Jan Strupczewski)