PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Ibovespa fecha em queda e mantém sinal negativo no acumulado de 2020

14/12/2020 18h45

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em queda nesta segunda-feira, sucumbindo à realização de lucros com Vale entre as maiores pressões de baixa, após ter esboçado voltar ao azul no acumulado de 2020.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa cedeu 0,45%, a 114.611,12 pontos, após subir a 115.740,10 pontos na máxima da sessão, quando mostrou sinal positivo para o ano.

O volume financeiro da sessão somou 26 bilhões de reais.

Mesmo sem alcançar as máximas históricas do começo de 2020, quando encostou em 120 mil pontos, e ainda acumulando uma variação negativa de 0,89% no ano, o Ibovespa contabiliza valorização de mais de 85% desde as mínimas do ano, em março.

Para o analista Régis Chinchila, da Terra Investimentos, o cenário ainda é de volatilidade dos preços, dado o ambiente político e econômico doméstico com muitos desafios fiscais.

Nesse contexto, a inclusão de prorrogação do auxílio emergencial em projeto no Senado, de acordo com o analista, contribuiu para conter o Ibovespa e trouxe cautela.

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) propôs a extensão do auxílio emergencial e prorrogação do estado de calamidade pública até 31 de março de 2021.

"O temor sobre a situação fiscal no Brasil segue sendo a principal preocupação doméstica dos investidores", reforçou o analista Lucas Collazo, da Rico Investimentos

No exterior, perspectivas com o começo da vacinação contra o Covid-19 nos Estados Unidos apoiaram ganhos em Wall Street na abertura, mas a falta de avanços sobre mais estímulos econômicos deixaram as bolsas em Nova York sem tendência única.

DESTAQUES

- VALE ON caiu 1,54%, após renovar recordes na semana passada, tendo de pano de fundo o declínio dos futuros do minério de ferro na China. No setor de mineração e siderurgia, CSN ON perdeu 3,68%, USIMINAS PNA recuou 2,64% e GERDAU PN cedeu 0,65%.

- PETROBRAS PN avançou 0,18%, encontrando algum suporte na alta dos preços do petróleo no exterior, com o Brent fechando em alta de 0,64%, a 50,29 dólares o barril. PETROBRAS ON caiu 0,43%.

- ITAÚ UNIBANCO PN recuou 1,34%, em sessão sem sinal único dos papéis de bancos, com BRADESCO PN perdendo 0,53%. BTG PACTUAL UNIT foi destaque de alta, com elevação de 5,49%.

- MAGAZINE LUIZA ON valorizou-se 4,61%, após três quedas seguidas, período em que acumulou declínio de quase 8%. N setor, VIA VAREJO ON subiu 0,06%, mas B2W ON fechou em baixa de 0,62%.

- COGNA ON caiu 5,47%, em meio a projeções de Ebitda e caixa operacional para 2020 e 2024, em sessão marcada por evento da empresa de educação, no qual anunciou que está desenvolvendo plataforma para marketplace de educação, que terá serviços financeiros.