PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Bancos puxam alta do Ibovespa em sessão de volume reduzido

22/12/2020 10h13

Por Peter Frontini

SÃO PAULO (Reuters) - Apesar da mutação do coronavírus seguir no radar, o índice de referência da bolsa paulista mostrava recuperação nesta terça-feira, acompanhando mercados do exterior, em sessão também marcada por um volume de negócios reduzido e pela alta de papéis do setor bancário.

Na véspera, temores causados pela nova variante do coronavírus encontrada no Reino Unido colocaram investidores em estado de alerta e pressionaram o índice, que recuou 1,88%.

Já nesta terça-feira, o Ibovespa subia 0,65%, a 116.578,81 pontos às 11:24. O volume financeiro era de 4,2 bilhões de reais.

A Organização Mundial da Saúde reiterou nesta terça-feira que ainda não há informação suficiente para determinar se a nova variante afetará a eficácia das vacinas, afirmando que pesquisas estão em andamento. A Pfizer e a BioNtech já afirmaram que estão realizando testes de sua vacina contra a nova linhagem do vírus.

Para analistas do Banco Safra, incertezas relacionadas à variante do coronavírus trazem uma maior aversão ao risco para investidores.

"Apesar do cenário poder trazer volatilidade no curto prazo, seguimos com a visão construtiva para o mercado de renda variável no médio prazo," afirmaram em nota.

Também melhorando o humor de mercados globais estava a notícia da aprovação pelo Congresso dos Estados Unidos de um pacote de ajuda de 892 bilhões de dólares para dar suporte à economia afetada pela pandemia depois de meses de impasses.

Na agenda de indicadores, a prévia da inflação brasileira em dezembro continuou sob forte pressão, com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) acelerando alta a 1,06% em dezembro, ante 0,81% em novembro, no resultado mensal mais alto desde junho de 2018 (1,11%), segundo dados do IBGE.

Nos EUA, o PIB foi revisado a uma taxa anualizada de 33,4% no trimestre passado, em relação ao ritmo de 33,1% informado anteriormente. Economistas consultados pela Reuters esperavam que o PIB do terceiro trimestre não seria revisado.

DESTAQUES

- BRADESCO PN avançava 2,3%, com o setor bancário apoiando a alta do Ibovespa. ITAÚ UNIBANCO PN subia 1%, BANCO DO BRASIL ON valorizava-se 1,4%, enquanto SANTANDER BR UNT registrava alta de 1,3%.

- Processadoras de carne também tinham bom desempenho, com MINERVA ON avançando 5%, BRF ON operando em alta de 2,9%, enquanto MARFRIG ON e JBS ON avançavam 4% e 3%, respectivamente.

- PETRO RIO ON ganhava 2,5%. A petrolífera informou que assinou acordo com a Prisma Capital para converter um financiamento-ponte de 100 milhões de dólares em um financiamento de longo prazo. PETROBRAS PN e PETROBRAS ON avançavam 0,9% e 1,3%, respectivamente.

- CSN ON tinha queda de 1,3%, após ser uma das poucas ações do índice a terem desempenho positivo na segunda-feira. Mesmo com a queda, a companhia acumula valorização de quase 30% em dezembro, em meio a notícias sobre a listagem de ações de suas unidades.