PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Wall St abre em alta com esperança de recuperação alimentada por vacina

30/12/2020 12h52

Por Devik Jain e Supriya R

(Reuters) - As ações dos EUA subiam nesta quarta-feira, lideradas por papéis de energia e materiais, com investidores apostando em uma forte recuperação econômica em 2021 por causa do lançamento de vacinas contra a Covid-19 e esperanças de maior apoio fiscal.

Alimentando o apetite pelo risco em todo o mundo, o Reino Unido aprovou o uso emergencial da vacina da Covid-19 da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, que começará a ser administrada na segunda-feira.

Dez dos 11 principais subsetores do S&P 500 subiram no início do pregão, com energia, materiais e indústria, que deverão se beneficiar mais de uma recuperação econômica, ganhando mais.

As chances de um auxílio maior às famílias norte-americanas diminuíram na terça-feira depois que o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, bloqueou uma votação rápida para apoiar o pedido do presidente Donald Trump de aumentar os cheques de alívio da Covid-19.

O movimento resultou na queda dos três principais índices de Wall Street em relação aos recordes intradiários da sessão anterior, mas os investidores esperam que um acordo acabe sendo fechado.

"O mercado acredita que as famílias americanas receberão apoio adicional dentro de alguns meses, mesmo se o governo decidir retirar os cheques de estímulo mais elevados", disse Piotr Matys, estrategista de câmbio do Rabobank.

O Dow Jones Industrial Average subia 0,39%, para 30.451,42 pontos, o S&P 500 ganhava 0,36%, para 3.740,51 pontos e o Nasdaq tinha alta de 0,35%, para 12.894,02 pontos.

Enquanto isso, o primeiro caso conhecido nos EUA de uma variante de coronavírus altamente infecciosa descoberta na Grã-Bretanha foi detectado no Colorado. Os cientistas acreditam que a nova variante é mais contagiosa do que as cepas previamente identificadas da variante SAR-CoV-2, mas não mais grave nos sintomas que causa.

Até o momento, a pandemia infectou mais de 19 milhões de pessoas e matou mais de 334 mil nos Estados Unidos.

"A grande questão é se a vacina é eficaz contra a nova cepa ou não. Se a resposta for sim, a recuperação continua e se for não, isso é um problema sério", disse Dennis Dick, um trader da Bright Trading LLC.

No entanto, trilhões em dólares de estímulo e progresso no desenvolvimento de vacinas ajudaram o índice de referência S&P 500, a se recuperar em quase 70% em relação a sua baixa no final de março.

O índice está prestes a encerrar o mês com alta de 3%, após alta de 10,8% em novembro.