PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

ONS aumenta previsão e vê demanda por energia avançar 3,1% em janeiro

15/01/2021 14h17

SÃO PAULO (Reuters) - A carga de energia do sistema elétrico interligado do Brasil deve fechar janeiro com alta de 3,1% na comparação com mesmo mês do ano anterior, com aumento em todas regiões, projetou o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que aumentou a previsão da semana passada.

O órgão que coordena o acionamento de usinas e o uso de linhas de transmissão para atendimento à demanda apontou em relatório nesta sexta-feira que o desempenho deve ser puxado por crescimento de 3,7% no Sudeste e de 4,4% no Norte.

Na semana anterior, a expectativa era de avanço de 2,4% na carga de energia do país, com elevação de 2,6% no Sudeste e de 6,2% no Norte.

No Sul, onde antes era esperada retração de 0,4%, a projeção agora é de aumento de 0,8%, segundo o ONS. No Nordeste, o ONS vê alta de 3,2%, de 3% na semana anterior.

Os números mostram tendência de continuidade da recuperação da demanda por energia, vista desde a reta final do ano passado, após fortes impactos negativos associados à pandemia de coronavírus. Em abril, a carga chegou a desabar 12%.

Já as chuvas na região das hidrelétricas devem atingir em janeiro 75% da média histórica no Sudeste/Centro-Oeste, que concentra os maiores reservatórios, de acordo com o ONS, ainda abaixo do normal para essa época, mesmo em pleno chamado "período úmido" para o setor elétrico.

Houve leve aumento, no entanto, frente à projeção da semana passada, que era de 71% para a região.

No Nordeste, as precipitações foram estimadas em 45% da média, ante 42% na semana anterior.

Com a leve melhoria nas previsões para a hidrologia, o ONS reduziu a projeção para o custo marginal de operação do sistema elétrico na próxima semana, para média semanal de 223,70 reais por megawatt-hora, de 361,74 reais na semana anterior.

(Por Luciano Costa)