PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Burberry tem queda nas vendas trimestrais, alerta sobre mais disrupções

20/01/2021 09h23

Por Sarah Young

LONDRES (Reuters) - A marca de luxo britânica Burberry disse que as vendas caíram 9% nos três meses encerrados em dezembro, com a pandemia de Covid-19 fechando lojas; e alertou para mais disrupções nos próximos meses devido à disseminação de novas variantes.

A primeira onda do vírus no ano passado reduziu as vendas da Burberry em até 45%, antes de a marca se recuperar com a forte demanda na China continental e na Coreia do Sul. Novos surtos agora estão causando novas incertezas, disse grupo.

A queda de 9% nas vendas do terceiro trimestre divulgada nesta quarta-feira foi pior do que o recuou de 6% no segundo trimestre, e a Burberry alertou que 15% das lojas estavam fechadas e 36% funcionando com restrições em razão da disseminação de novas variantes de Covid-19.

"Esperamos que o comércio permaneça suscetível a disrupções regionais à medida que fechamos o ano financeiro", disse a Burberry em seu comunicado.

O grupo disse estar confiante na recuperação quando a pandemia diminuir, dada a ressonância das marcas com a clientela mais jovem e a forte demanda contínua na Coreia do Sul e na China continental, onde o crescimento trimestral das vendas digitais foi superior a 50%.

No terceiro trimestre, as vendas de lojas comparáveis ​​na Europa, Oriente Médio, Índia e África caíram 37%, atingidas por lojas fechadas com os lockdowns e falta de turistas visitando a Europa, mas no mesmo período, registrou crescimento de vendas de 11% em Ásia-Pacífico.