PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

ONS reduz previsão para carga de energia em janeiro, mas ainda vê alta de 2,1%

ONS reduz previsão para carga de energia em janeiro, mas ainda vê alta de 2,1% - Reuters
ONS reduz previsão para carga de energia em janeiro, mas ainda vê alta de 2,1% Imagem: Reuters

Por Gabriel Araujo

22/01/2021 16h59

A carga de energia do sistema elétrico interligado do Brasil deverá avançar 2,1% em janeiro ante igual período do ano passado, disse nesta sexta-feira o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que reduziu sua estimativa em relação à semana anterior.

Segundo o órgão, o resultado será puxado por um aumento de 3,0% na carga do Sudeste/Centro-Oeste, enquanto o Norte deve verificar alta de 2,1%. No Nordeste, por sua vez, a demanda tende a avançar 1,7% em comparação anual.

Todas as estimativas ficaram abaixo das informadas pelo operador na semana passada, quando via uma alta de 3,1% na carga do Sistema Interligado Nacional (SIN), com aumentos de 3,7% no Sudeste, 4,4% no Norte e 3,2% no Nordeste.

Além disso, o ONS também passou a estimar uma queda de 0,4% na carga de eletricidade do subsistema Sul em janeiro. Na semana anterior, o órgão projetava leve alta de 0,8%.

"A manutenção da trajetória de recuperação do setor industrial, associada à ocorrência de elevadas temperaturas verificadas, justificam as taxas de crescimento apresentadas pela carga do SIN", destacou o ONS no relatório, apesar do corte nas projeções.

Em relação às chuvas nas regiões de hidrelétricas, o operador estimou que as precipitações deverão atingir 70% da média histórica para o período no Sudeste/Centro-Oeste, onde estão os principais reservatórios.

Mesmo em meio ao período considerado "úmido" na área das usinas, apenas o Sul deve registrar chuvas superiores à média, com 133%, disse o ONS, que na semana passada via a previsão mensal para este subsistema em 87%.

No Nordeste, a previsão para as chuvas agora é de 46% da média, enquanto no Norte chega a 53%.