PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Cotações

Ibovespa recua após testar máximas em 3 meses, com agenda corporativa intensa

Às 12h, o Ibovespa mostrava baixa de 0,7%, aos 120.249,64 pontos - Cris Fraga/Estadão Conteúdo
Às 12h, o Ibovespa mostrava baixa de 0,7%, aos 120.249,64 pontos Imagem: Cris Fraga/Estadão Conteúdo

Aluisio Alves

29/04/2021 12h03Atualizada em 29/04/2021 12h27

SÃO PAULO (Reuters) - Investidores vendiam algumas blue chips domésticas como ações de bancos e de gigantes de commodities nesta quinta-feira, levando o Ibovespa para baixo, após ter testado máximas desde janeiro, em sessão marcada por intenso noticiário corporativo.

Às 12h, o Ibovespa mostrava baixa de 0,7%, aos 120.249,64 pontos. O giro financeiro da sessão era de 11 bilhões de reais.

No noticiário político, o mercado monitora o andamento da CPI da Covid. A comissão convocou para depoimento o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e os ex-titulares da pasta Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello, além do presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres.

Além da temporada de balanços trimestrais, estrelado entre a noite de quarta-feira e esta manhã por CSN, Multiplan, Gol e Embraer, os investidores também conferiam dados da complexa reestruturação societária envolvendo Lojas Americanas e B2W, além da estreia das ações da Caixa Seguridade.

Destaques

  • LOJAS AMERICANAS caía 7,2%, enquanto B2W tinha valorização de 3,4%. Os conselhos das duas empresas aprovaram na véspera a proposta de fusão, o que abre caminho para uma listagem nos Estados Unidos.

  • GOL recuava 0,3%, após reportar prejuízo de 2,5 bilhões de reais, ante perda de 900 milhões de reais no último trimestre de 2020.

  • EMBRAER, que teve prejuízo líquido de 90 milhões de dólares no primeiro trimestre, ante perda líquida de 300 milhões um ano antes, perdia 3,4%.

  • CSN, que teve lucro líquido de cerca de 5,7 bilhões de reais no primeiro trimestre, revertendo desempenho negativo de 1,3 bilhão apurado um ano antes, perdia 2,7%. Em relatório, o BTG Pactual classificou os resultados como sólidos e reiterou sua recomendação de compra para a ação.

  • VALE recuava 0,14%, enquanto PETROBRAS tinha baixa de 1,25%, com ações de gigantes de commodities alvejadas por realização de lucros.

  • BRADESCO declinava 1,9%, puxando a fila da correção no setor bancário, que subiu forte na véspera, na esteira do balanço trimestral do SANTANDER BRASIL, que tinha delcínio de 2,2%. ITAÚ UNIBANCO cedia 2,2%.

  • A operadora de shoppings centers MULTIPLAN, que teve lucro líquido de 46,3 milhões de reais de janeiro ao fim de março, queda de quase 74% ano a ano, recuava 2,55%.

  • CAIXA SEGURIDADE ganhava 4%, na estreia do braço de seguros e previdência da Caixa Econômica Federal no pregão, após sua oferta inicial de ações (IPO) que movimentou cerca de 5 bilhões de reais.

Cotações