PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

AmEx supera previsões apoiada em recuperação do consumo para níveis pré-pandemia

23/07/2021 14h48

Por Niket Nishant e Sohini Podder

(Reuters) - O lucro do segundo trimestre da American Express superou estimativas dos analistas nesta sexta-feira, impulsionado pela retomada nos gastos do consumidor, especialmente em viagens, à medida que mais pessoas se aventuravam a sair após o lançamento das vacinas contra Covid-19.

Os gastos do consumidor, que respondem por mais de dois terços da atividade econômica dos EUA, tiveram um crescimento de dois dígitos no segundo trimestre, um relatório do Departamento de Comércio mostrou na semana passada, à medida que a reabertura econômica desencadeou uma demanda por viagens e compras de consumidores presos em casa por mais de 18 meses.

O consumidor norte-americano "disparou à frente nas viagens", disse o vice-presidente financeiro Jeff Campbell à Reuters, com os gastos ligados a viagens e entretenimento em seus cartões dentro dos Estados Unidos atingindo 98% dos níveis pré-pandemia.

Sobre os gastos globais com viagens e entretenimento, ele observou uma recuperação para quase 70% dos níveis de 2019, dois trimestres antes do esperado.

A empresa de cartão de crédito registrou um benefício de 606 milhões de dólares da reversão de suas reservas para perdas com empréstimos.

A empresa vendeu 2,4 milhões de novos cartões no trimestre, enquanto os gastos com produtos e serviços em seus cartões cresceram 16% em uma base ajustada pela moeda.

O lucro líquido subiu para 2,28 bilhões de dólares, ou 2,80 dólares por ação, no trimestre encerrado em 30 de junho, ante 257 milhões de dólares, ou 0,29 dólar po ação, um ano antes. Analistas previam, em média, lucro de 1,67 dólar por ação, segundo dados do IBES da Refinitv.

Excluindo despesas de juros, a receita total da AmEx aumentou 33%, a cerca de 10,24 bilhões de dólares.

PUBLICIDADE