PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Minério de ferro volta a cair e engata 2ª semana de perdas em Dalian

13/08/2021 08h08

PEQUIM (Reuters) - Os contratos futuros do minério de ferro negociados na China fecharam em queda nesta sexta-feira, engatando a segunda semana consecutiva de perdas, diante da fraca demanda pela matéria-prima siderúrgica devido aos controles de produção de aço impostos pelo governo local.

A Associação Chinesa de Ferro e Aço disse em comunicado divulgado nesta semana que as usinas que emitem maior poluição ou consomem mais energia devem reduzir seus níveis de produção. A entidade também prometeu garantir que a fabricação de aço recue em 2021 em uma base anual.

As taxas de utilização de capacidade dos altos-fornos em 247 usinas ao redor da China tiveram leve recuperação nesta semana, atingindo 85,89%, mas seguem bem abaixo da marca de 95,16% registrada em igual período do ano passado, segundo dados da consultoria Mysteel.

O contrato mais negociado do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian chegou a recuar 4,2% nesta sexta-feira, a 814 iuanes (125,66 dólares) por tonelada, antes de fechar em queda de 0,9%, a 842 iuanes/tonelada. Na semana, os futuros do minério acumularam queda de 8,2%.

Já os preços "spot" do minério com 62% de teor de ferro para entrega à China cederam 4 dólares nesta sexta-feira, a 162 dólares/tonelada, depois de já terem recuado 2 dólares na véspera, de acordo com a consultoria SteelHome.

Outras matérias-primas siderúrgicas não tiveram direção comum na sessão, com o carvão coque caindo 2,7%, para 2.185 iuanes por tonelada, e os futuros do coque avançando 0,7%, a 3.145 iuanes/tonelada.

(Reportagem de Min Zhang e Shivani Singh)

PUBLICIDADE