PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Ibovespa sobe em dia de baixa liquidez com feriados e manifestações no radar

06/09/2021 17h34

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em alta nesta segunda-feira, em meio a ajustes após cair mais de 3% na semana passada, mas o volume negociado foi reduzido sem a referência de Wall St e certa cautela antes do feriado brasileiro na terça-feira.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,8%, a 117.868,63 pontos. O giro financeiro da sessão somou 16 bilhões de reais, ante média diária de 34,1 bilhões de reais no ano.

Investidores preferiram não assumir muitos riscos antes de manifestações previstas para o 7 de Setembro no Brasil, dado o risco de reflexos na já tensa cena político-institucional do país, principalmente entre Executivo e Judiciário.

O presidente Jair Bolsonaro tem apostado suas fichas nos atos para mostrar força e apoio da população no momento em que tem perdido popularidade e o país sofre com a crise hídrica, com riscos à inflação já alta e à retomada econômica.

A alta no Ibovespa vem após acumular uma queda de 3,1% na semana passada, em meio a um ambiente ainda conturbado no Brasil. E encontrou suporte no fechamento positivo de bolsas na Europa e Ásia.

Em Nova York, os pregões ficaram fechados nesta em razão do Dia do Trabalho nos Estados Unidos.

"Mesmo com o sentimento de cautela com as tensões políticas neste pré-feriado, e a iminência de um dia de protestos que pode trazer mais instabilidade ao país, o Ibovespa engatou movimento de alta", afirmou a analista da Rico Investimentos Paula Zogbi.

Ela ponderou, tudo, que os ganhos desta sessão não podem ser vistos como um diagnóstico positivo para o mercado, principalmente dado o baixo volume de negócios.

A semana também começou com sete novas ações na carteira do Ibovespa, que agora tem 91 ativos de 84 empresas.

DESTAQUES

- ITAÚ UNIBANCO PN valorizou-se 1,28%, após dois pregões seguidos no vermelho, período em que acumulou um recuo de mais de 4%, enquanto BRADESCO PN fechou com acréscimo de 1,04%, na sequência de três dias de perdas, em que contabilizou uma baixa também de mais de 4%.

- VALE ON recuou 1,57%, na esteira dos preços do minério de ferro na China, que caíram mais de 6% nesta sessão, com o benchmark de Dalian atingindo seu nível mais baixo em sete meses. O setor de mineração e siderurgia teve um fechamento misto. USIMINAS PNA subiu 1,6%.

- PETROBRAS PN avançou 0,49%, apesar da fraqueza dos preços do petróleo no mercado externo, quebrando uma série de cinco pregões de queda, que somaram uma perda de 7,6%.

- MINERVA ON subiu 6,68%, revertendo a fraqueza da abertura, quando tocou uma mínima intradia desde abril de 2020, após quatro quedas seguidas. De pano de fundo, a suspensão pelo Brasil de exportações de carne bovina para a China após dois casos de vaca louca atípica na semana passada. A empresa disse mais cedo que a unidade Athena Foods seguirá atendendo a demanda chinesa de carne bovina. No setor, MARFRIG ON avançou 2,58% e JBS ON fechou com acréscimo de 3,22%. A Marfrig também destacou que possui outras unidades na América do Sul habilitadas pela China.

(Por Paula Arend Laier)

PUBLICIDADE