PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Merkel diz que conservadores enfrentam batalha dura após 16 anos no poder

09/09/2021 10h36

BERLIM (Reuters) - Angela Merkel disse nesta quinta-feira que ninguém de seu bloco conservador jamais duvidou que eles enfrentam uma batalha dura para manter a chancelaria depois de 16 anos no poder, mas não quis especular sobre o desfecho da eleição nacional alemã de 26 de setembro.

"Que depois de 16 anos não se volta automaticamente... à chancelaria, isto ficou claro para todos da CDU (União Democrata-Cristã) e da CSU (União Social-Cristã)", disse ela em uma coletiva de imprensa, acrescentando que prevê uma eleição acirrada.

Merkel não está concorrendo a um quinto mandato histórico. Armin Laschet, o candidato conservador à sua sucessão, enfrenta dificuldades nas pesquisas, que mostram o ministro das Finanças, Olaf Scholz, do Partido Social-Democrata (SPD), na liderança.

Scholz, a segunda figura mais poderosa da "grande coalizão" governista, se apresenta como o candidato mais bem posicionado para manter a direção estabelecida por Merkel, que ainda é muito popular com os eleitores.

Indagada por um repórter o que valoriza em Scholz, ela respondeu: "O que mais valorizo no senhor Scholz é que, quando ele e eu concordamos em algo, ambos nos atemos a nossos compromissos."

Como seus conservadores estão atrás do SPD de Scholz nas sondagens, Merkel fez na terça-feira um apelo fervoroso para os eleitores apoiarem seu postulante a sucessor de centro-direita na eleição.

Mas a promessa de "constância" de Laschet não está ecoando em eleitores preocupados com a mudança climática, a imigração e a pandemia de Covid-19.

(Por Thomas Escritt)

PUBLICIDADE