PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Eve, da Embraer, recebe encomenda de 100 táxis aéreos da Bristow

23/09/2021 11h20

SÃO PAULO (Reuters) - A fabricante de aeronaves Embraer informou nesta quinta-feira que seu braço de mobilidade urbana Eve fechou acordo com a Bristow para buscar certificação de operador aéreo para a aeronave elétrica de pouso e decolagem vertical da Eve.

A Bristow anunciou encomenda de até 100 aeronaves que serão usadas nesse acordo com entregas previstas para começar em 2026.

As ações da Embraer disparavam após o anúncio, impulsionadas ainda por relatório do Goldman Sachs que elevou a recomendação sobre o papel de "neutra" para "compra". As ações da empresa na B3 tinham alta de 10,5% às 11h13, para 23,6 reais, enquanto o Ibovespa tinha valorização de 1,2%. O ADR mostrava ganho de 10,7% em Nova York, para 17,8 dólares.

"O trabalho conjunto desenvolverá um modelo de operação de mobilidade aérea urbana utilizando a experiência da Bristow no transporte seguro de passageiros e cargas em todo o mundo", afirmou a empresa em comunicado.

Segundo as companhias, o ambiente operacional do memorando de entendimentos se concentrará em design de veículos e de "vertiportos", desenvolvimento regulatório para o ambiente operacional, certificação e operação autônoma.

As empresas planejam desenvolver serviços para otimizar o desempenho das aeronaves e os sistemas de gerenciamento de tráfego aéreo, inclusive para os não tripulados.

No relatório, os analistas do Goldman Sachs afirmaram que os negócios da Eve ainda não estão totalmente precificados na ação da Embraer, dados os valores de mercado de outras companhias de eVtol listadas em bolsa.

"Elevamos a Embraer de neutra para compra, com potencial de alta de 50% para o nosso novo preço-alvo de 23 dólares em 12 meses o ADR, também ressaltando a firme exposição da companhia à força dos mercados de jatos regionais e executivos, melhora na performance operacional e 'valuation' atraente" de sete vezes o Ebitda estimado para 2023 embutido nos preços atuais, afirmaram os analistas.

"Os jatos regionais ainda estão abaixo de níveis totalmente normalizados...Esperamos revisões positivas de estimativas e vemos margens e fluxo de caixa mais fortes como catalisadores disso", escreveram os analistas.

(Por Aluísio Alves e Gabriel Araújo)

PUBLICIDADE