PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Investidores aguardam aumentos de juros em meio a plano incerto de redução de estímulo do Fed

23/09/2021 09h27

Por David Randall

NOVA YORK (Reuters) - Os investidores estão lutando para descobrir como uma reversão das medidas de dinheiro fácil do Federal Reserve poderia afetar os preços dos ativos, depois que o banco central sinalizou que a redução de seu programa de compra de títulos está mais perto do que nunca e sugeriu que poderia aumentar os juros a ritmo mais rápido do que o esperado.

No que alguns descreveram como um posicionamento mais "hawkish", ou inclinado a reversão de estímulos, o Federal Reserve abriu caminho na quarta-feira para começar a reduzir suas compras mensais de títulos já em novembro, e nove das 18 autoridades do banco central dos Estados Unidos esperam que os custos dos empréstimos precisarão aumentar em 2022.

O chair do Fed, Jerome Powell, disse que o banco central dos EUA poderia concluir seu processo de corte gradual de estímulos em meados do próximo ano, desde que a recuperação continue nos trilhos.

O foco nos aumentos de juros vem à medida que os investidores avaliam como os mercados responderão a uma reversão do programa de compra de títulos de 120 bilhões de dólares por mês do banco central, medida que ajudou o S&P 500 a dobrar sua pontuação desde as mínimas de março de 2020.

Embora muitos esperassem que o banco central começasse sua redução de estímulos antes do final do ano, alguns investidores disseram que a projeção de aumentos de juros pode gerar preocupações sobre se o Fed corre o risco de apertar a política monetária num momento em que a economia pode estar significativamente mais fraca do que é hoje, potencialmente prejudicando as ações e outros ativos comparativamente arriscados.

"Com este movimento "hawkish", o Fed corre o risco de apertar a política monetária num cenário de crescimento lento", disse Emily Roland, co-chefe de estratégia de investimento da John Hancock Investment Management.

"O mercado de juros interpretou as comunicações do Fed como 'hawkish'", disseram analistas da BoFA Global Research em nota. "O Fed mais 'hawkish' é um ingrediente-chave para a nossa visão de juros mais altos."

O mercado de juros dos EUA precificou totalmente um aumento da taxa básica até janeiro de 2023 após a declaração, adiantando os aumentos projetados para os juros em um mês.

PUBLICIDADE