PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Ibovespa aprofunda perdas após abertura em Wall St, volta à faixa de 110 mil pontos

04/10/2021 11h57

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista tinha baixa nesta segunda-feira, seguindo a orientação amplamente negativa dos mercados globais, diante de renovados temores de alta prematura do juro nos Estados Unidos e de crise no setor imobiliário chinês.

Às 11:55, o Ibovespa tinha desvalorização de 2%, aos 110.586,83 pontos. O giro financeiro da sessão era de 10,44 bilhões de reais.

Em baixa desde o início da sessão, o Ibovespa aprofundou perdas após abertura das bolsas dos Estados Unidos, pontuada por baixas mais acentuadas de ações de empresas de tecnologia, que devem ser as mais afetadas num possível ciclo de alta de juros no país, receio que voltava a rondar o mercado.

Segundo profissionais do mercado, além disso a Evergrande voltava ao radar dos investidores, uma vez que a gigante imobiliária chinesa tem um vencimento de dívida de 260 milhões de dólares nesta segunda-feira e um calote poderia gerar uma reação em cadeia nos setores imobiliário e financeiro, local e global.

A escalada de preços de energia no mundo todo e seus impactos sobre a inflação e sobre a economia também seguem pressionando a confiança.

Por aqui, os investidores conferiam uma agenda extensa de notícias de empresas domésticas, incluindo a compra da Mosaico pelo Banco Pan, ataque cibernético à CVC e nova encomenda de táxis aéreos para a Embraer, entre outras.

DESTAQUES

- EMBRAER subia 0,25%. A empresa anunciou no domingo que seu braço de mobilidade urbana Eve recebeu pedido de até 100 aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical da Avantto, com entregas programadas para começar em 2026.

- PETROBRAS avançava 1%. A empresa anunciou pela manhã que abriu a venda de toda sua participação de 20% de um campo offshore no Golfo do México.

- BANCO INTER liderava perdas, caindo 7%. De pouco adiantou o banco antecipar a divulgação de prévia do terceiro trimestre, mostrando que manteve o nível de provisões para perdas com inadimplência, dispersando especulações de que faria uma provisão extra.

- CVC recuava 5,7%, após a companhia de turismo ter revelado pela manhã que foi alvo de um ataque cibernético no sábado.

- BTG PACTUAL caía 6%, após o anúncio de oferta do BANCO PAN (queda de 7%) para comprar a MOSAICO (alta de 13%). O BTG controla o Pan e é acionista da Mosaico.

- B3 era outro destaque negativo da sessão, caindo 5,3%.

- VALE ganhava 0,7%. A mineradora avisou mais cedo que deu início à parada das atividades na mina de Onça Puma, no Pará, após ter sido notificada da suspensão da licença de operação, e que está avaliando impactos da parada.

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

(Edição Alberto Alerigi Jr.)

PUBLICIDADE