PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Ibovespa sobe com apoio de Wall St; Banco Inter Unit avança quase 8%

07/10/2021 11h11

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista adotava um viés ligeiramente positivo nesta quinta-feira, beneficiada pelo clima mais favorável em Wall Street, com Banco Inter capitaneando os ganhos do Ibovespa após avançar nos planos de reorganização societária.

Às 10:59, o Ibovespa subia 0,29%, a 110.878,19 pontos. O volume financeiro somava 5,4 bilhões de reais.

Em Wall Street, o S&P 500 avançava 1,3%, após uma trégua temporária no impasse sobre o teto da dívida no Congresso norte-americano, enquanto uma queda nos preços do petróleo aliviava temores de inflação mais alta.

Na visão do Departamento Econômico do Bradesco, a possibilidade de acordo sobre o teto da dívida dos EUA, que mitiga o risco de paralisação da máquina pública no curto prazo, impulsiona os negócios nesta manhã.

"Contudo, as preocupações com a atividade global seguem no radar', ponderou a equipe liderada por Fernando Honorato Barbosa, em comentário a clientes.

No Brasil, agentes financeiros continuam monitorando discussões em torno de temas recorrentes nas últimas semanas, incluindo a PEC dos Precatórios, reforma do IR e novo programa social que vai substituir o Bolsa Família, entre outros.

DESTAQUES

- BANCO INTER UNIT disparava 7,85%, após concluir estudos da reorganização societária e anunciar que contratou bancos para assessorar a listagem dos seus papéis no mercado norte-americano. A alta vem após as units acumularem uma perda de 18,69% nas três sessões anteriores.

- PETRORIO ON subia 1,9%, renovando máxima histórica intradia a 27,67 reais no melhor momento, tendo de pano de fundo expectativas sobre o desfecho envolvendo o processo de desinvestimento pela Petrobras nos campos de Albacora e Albacora Leste, na Bacia de Campos.

- MÉLIUZ ON avançava 4,6%, em sessão de recuperação, após queda de 2,85% na véspera, na esteira de dados operacionais do terceiro trimestre.

- VALE ON valorizava-se 2,3%, engatando o segundo pregão seguido de recuperação, ampliando o desempenho positivo em outubro, após perdas acumuladas em julho (-3,97%), agosto (-9,27%) e setembro (-14,71%). No setor, CSN ON era exceção, com queda de 0,4%.

- PETROBRAS PN perdia 0,8%, na esteira do declínio dos preços do petróleo no exterior. Os Estados Unidos consideram vender petróleo de suas reservas estratégicas e a Rússia afirmou estar pronta para estabilizar o mercado de gás natural.

- RUMO ON recuava 3,9%, em sessão de ajustes, após alta de mais de 7% na véspera, quando repercutiu divulgação pela operadora de concessões de guidance de volumes e investimentos relacionado ao terminal rodoferroviário de Rondonópolis a Cuiabá e para Lucas do Rio Verde.

- ITAÚ UNIBANCO PN e BRADESCO PN cediam 0,1% e 0,05%, respectivamente.

PUBLICIDADE