PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Preços do carvão metalúrgico e coque disparam na China por temor de oferta

11/10/2021 10h25

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - O carvão metalúrgico de Dalian, na China, subiu para a máxima de um contrato nesta segunda-feira, enquanto os futuros do coque atingiram um pico de seis semanas, depois que uma recente inundação na província de Shanxi, principal produtora de carvão do país, intensificou os temores de oferta.

A apreensão com a produção e transporte de carvão de Shanxi aumentaram as preocupações persistentes sobre uma crise de energia que atingiu a maior produtora de aço do mundo e prejudicou as operações de muitas indústrias, incluindo a mineração de carvão.

A província de Shanxi, no norte, fechou 27 minas de carvão na semana passada, devido à forte chuva que causou inundações.

O contrato mais ativo de carvão metalúrgico para janeiro na Bolsa de Commodities de Dalian subiu 6,9%, para 3.428 iuanes (532,80 dólares) a tonelada. O coque avançou 5,4% para 3.728 iuanes por tonelada, seu maior valor desde 10 de setembro.

"As principais áreas de produção de coque do país ainda enfrentam diversos graus de restrições de produção", disseram analistas da Sinosteel Futures em nota, citando as enchentes de Shanxi e a escassez de energia.

O coque, a forma processada de carvão metalúrgico, é o principal agente redutor do minério de ferro, o principal ingrediente da siderurgia.

O minério de ferro de Dalian fechou em alta de 6,5%, a 797,50 iuanes por tonelada, pouco abaixo da máxima da sessão de 799,50 iuanes, a mais alta desde 1º de setembro.

O minério de ferro na Bolsa de Valores de Cingapura subia 10,1% para 137,25 dólares a tonelada às 4h08 (horário de Brasília).

O minério de ferro spot também foi sustentado pela volta dos traders chineses e a retomada das operações nas usinas na sexta-feira após o feriado da Golden Week.

PUBLICIDADE