PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Ibovespa sobe após avanço da PEC dos Precatórios

10/11/2021 10h12

Por Patricia Vilas Boas

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista buscava se firmar no azul nesta quarta-feira, após a aprovação da PEC dos Precatórios em segundo turno na Câmara dos Deputados, com investidores repercutindo também o IPCA acima do esperado em outubro e resultados corporativos.

Às 11:11, o Ibovespa subia 0,47%, a 106.032,63 pontos. O volume financeiro era de 5 bilhões de reais.

Na noite de terça-feira, a Câmara dos Deputados aprovou em segundo turno a PEC dos Precatórios, que abre espaço fiscal para o pagamento de 400 reais do Auxílio Brasil em 2022, quando o presidente Jair Bolsonaro deve buscar a reeleição.

O texto-base passou na Câmara por 323 votos a 172, 15 votos acima do necessário, margem mais ampla ante aprovação apertada em primeiro turno na semana passada.

Para o diretor de investimentos da TAG Investimentos, Dan H. Kawa, a PEC está "longe de ser ideal" e ainda precisa ser confirmada, mas entre as opções vigentes, é a "menos pior" para a atual situação fiscal do país na visão do mercado.

A aprovação ocorreu mesmo após o STF confirmar a decisão da ministra Rosa Weber de suspender a execução orçamentária das emendas de relator, instrumento conhecido como "orçamento secreto" e usado nas negociações para a PEC.

O matéria agora segue para o Senado, onde não deve encontrar um caminho tão fácil.

Na avaliação da equipe econômica da CM Capital, o texto "deve encontrar mais resistência" no Senado, enquanto a decisão do STF pode gerar ruídos. "É possível que haja uma nova crise institucional envolvendo Executivo, Legislativo e Judiciário."

A pauta do dia também mostrou que a inflação oficial do Brasil acumulada em 12 meses entrou no quarto trimestre no maior nível do ano, com o IPCA também atingindo uma máxima para um mês de outubro em 19 anos.

"O dado coloca viés altista para nossa projeção de IPCA no ano e aumenta a probabilidade de uma alta maior do que a projetada para a Selic em dezembro", afirmou o estrategista-chefe do banco digital Modalmais, Felipe Sichel, a clientes.

DESTAQUES

- VALE ON recuava 1,2%, na esteira da queda dos contratos futuros do minério de ferro a uma mínima em 1 ano com as preocupações sobre a demanda se intensificando na China.

- PETZ ON avançava 4,2%, após anúncio pela varejista de oferta primária de 41 milhões de ações, com precificação prevista para 18 de novembro.

- BANCO DO BRASIL ON tinha elevação de 2%, melhor desempenho entre os grandes bancos de varejo. ITAÚ UNIBANCO PN subia 0,7% e BRADESCO PN, que realiza nesta sessão evento com investidores, avançava 1,2%.

- MRV ON subia 2% após a construtora divulgar alta robusta do lucro no terceiro trimestre, beneficiada pelas fortes vendas de sua divisão AHS, nos EUA.

- PETROBRAS PN mostrava acréscimo de 0,45%, acompanhando o comportamento dos preços do petróleo no exterior. O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar nesta quarta-feira sobre sua intenção de privatizar a companhia.

- BRASKEM PNA caía 7,2%, mesmo depois de reverter prejuízo e registrar lucro de 3,54 bilhões de reais no terceiro trimestre, após ter vendido maiores volumes e a preços maiores, tanto no Brasil quanto no exterior.

- VULCABRAS, que não está no Ibovespa, disparava 8,6%, após reportar balanço do terceiro trimestre com recordes de receita e lucro líquido, bem como anunciar distribuição antecipada de dividendos.

- C&A ON avançava 7,15%, após anunciar recompra do Bradesco direito de oferta de produtos financeiros.

(Com reportagem adicional de Paula Arend Laier)

PUBLICIDADE