PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Preços do petróleo caem no fechamento, receios com inflação nos EUA movem mercado

10/11/2021 20h02

Por David Gaffen

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo despencaram nesta quarta-feira pressionados pela alta do dólar depois que o presidente dos EUA, Joe Biden, disse que seu governo estava procurando maneiras de reduzir os custos de energia em meio a um aumento mais amplo da inflação.

Os futuros do Brent e do petróleo dos EUA caíram drasticamente no final da sessão, com traders vendendo ativos mais arriscados, incluindo ações e commodities, impulsionados pela expectativa de que os bancos centrais tomarão medidas para conter a alta dos preços norte-americanos.

Dados da inflação ao consumidor na quarta-feira mostraram que os preços dos EUA estavam subindo a uma taxa anual de 6,2%, a mais rápida em três décadas, e podem impulsionar a Casa Branca e o Federal Reserve a tomarem medidas para evitar isso.

A alta impulsionou o dólar, que muitas vezes é negociado inversamente ao petróleo.

O Brent fechou em queda de 2,14 dólares, ou 2,5%, para 82,64 dólares o barril. O contrato atingiu a máxima de 85,50 dólares na sessão antes de recuar. O petróleo dos EUA fechou em baixa de 2,81 dólares, ou 3,3%, para 81,34 dólares após atingir a máxima de 84,97 dólares o barril, logo depois de máximas de sete anos atingidas nas últimas semanas.

"Há, sem dúvida, mais pressão sobre o governo depois dos números da inflação de hoje", disse Phil Flynn, analista sênior do Price Futures Group. "Há uma preocupação crescente de que o Fed possa ter de voltar a atuar de forma mais agressiva no aumento das taxas."

(Reportagem adicional de Jessica Resnick Ault)

PUBLICIDADE