PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

'Banqueiros ricos e poderosos' barraram tributação de dividendos, diz Guedes

Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a tributação sobre dividendos não progride em meio a lobby e pressão dos bancos - Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo
Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a tributação sobre dividendos não progride em meio a lobby e pressão dos bancos Imagem: Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo

Marcela Ayres

23/11/2021 11h26Atualizada em 23/11/2021 17h57

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou hoje que a tributação sobre dividendos não progride em meio a lobby e pressão dos bancos, com a reforma do Imposto de Renda tendo ficado parada no Senado após ter sido aprovada pelos deputados.

Em audiência pública na Câmara dos Deputados em que foi chamado para falar de offshore em seu nome no exterior, Guedes afirmou que banqueiros "ricos e poderosos" conseguiram esterilizar pagamento de imposto sobre os dividendos.

"Derrubaram [no Senado] a proposta de tributar 60 mil brasileiros que ganham R$ 300 bilhões. Tentamos tributar os mais ricos, mas aparentemente os banqueiros ricos e poderosos conseguiram esterilizar o trabalho na outra Casa", afirmou o ministro.

Ele acrescentou que o governo "aprovou tudo que pôde" para ajudar os mais pobres.

Questionado sobre o fato de a reforma do IR aprovada pela Câmara ter excluído a proposta de tributação sobre offshores, Guedes disse que o texto enviado pelo Executivo com a sua assinatura continha a medida.

PUBLICIDADE