PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Ações chinesas recuam por temores sobre Ômicron e dívida

14/12/2021 08h57

XANGAI (Reuters) - As ações da China terminaram em queda nesta terça-feira, com perdas em setores de materiais básicos, finanças e consumo discricionário, em meio a preocupações sobre o impacto da variante Ômicron da Covid-19 e riscos de dívidas enfrentados pelas incorporadoras imobiliários.

No CSI300, o subíndice do setor financeiro caiu 1,17%, enquanto o para companhias de recursos básicos terminou em baixa de 2,3%. O índice imobiliário recuou 2,47%, e empresas de bens de consumo ficaram em baixa de 2%.

O índice imobiliário sentiu preocupações com riscos da dívida, com os títulos emitidos pela Shanghai Shimao Co Ltd tendo suas negociações suspensas na Bolsa de Valores de Xangai.

O regulador de valores mobiliários da China disse na segunda-feira que resolveria adequadamente os riscos de inadimplência dos títulos e reprimiria "trocas financeiras falsas" após realizar uma reunião para discutir as instruções da Conferência Central de Trabalho Econômico da semana passada.

Também atingindo o sentimento, várias empresas em um dos maiores centros de manufatura da China suspenderam operações em meio a tentativas de conter um surto da Covid-19.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei caiu 0,73%, aos 28.432,64 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,33%, a 23.635,95 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,53%, a 3.661,53 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,67%, a 5.049,70 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,46%, a 2.987,95 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,95%, a 17.599,37 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,04%, a 3.121,09 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,01%, a 7.378,40 pontos.

PUBLICIDADE