PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Relatório de Inflação é destaque no Brasil em dia de decisões de BCE e BoE

16/12/2021 08h42

SÃO PAULO (Reuters) - Os mercados financeiros globais ainda surfavam nesta quinta-feira no otimismo do fim do pregão da véspera, quando as avaliações positivas do banco central norte-americano sobre a economia patrocinaram um rali em ativos de risco, e nesta sessão o foco se volta para as decisões de política monetária na zona do euro (BCE) e no Reino Unido (BoE).

O mercado analisava e ainda aguarda a divulgação de alguns dados de atividade de negócios da Ásia à América do Norte, enquanto seguem as discussões sobre os impactos potenciais da variante Ômicron do coronavírus sobre as perspectivas globais.

No Brasil, investidores vão se debruçar sobre o Relatório Trimestral de Inflação (RTI), que trará uma atualização mais ampla sobre os cenários para os preços, atividade e visões da política monetária.

O documento será divulgado após dados recentes mais fracos de atividade econômica, num contexto em que números de inflação, embora ainda altos, parecem começar a dar sinais de algum alívio.

Confira os principais indicadores econômicos brasileiros e internacionais com divulgação prevista para esta quinta-feira. Os prognósticos são de analistas ouvidos pela Reuters:

Veja como estavam os principais mercados financeiros externos por volta das 7h42 desta quinta-feira:

. O futuro do norte-americano S&P 500 subia 0,53%, a 4.725,50 pontos.

. O índice pan-europeu STOXX 600 tinha alta de 1,17%, a 476,27 pontos.

. Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 0,92%, a 7.236,92 pontos.

. Em FRANKFURT, o índice DAX subia 1,53%, a 15.712,86 pontos.

. Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 1,03%, a 6.998,76 pontos.

. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha valorização de 0,71%, a 26.856,63 pontos.

. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava alta de 1,28%, a 8.380,90 pontos.

. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 0,76%, a 5.470,76 pontos.

. O petróleo tipo Brent em Londres avançava 1,07%, a 74,67 dólares por barril.

. O petróleo em Nova York subia 1,11%, a 71,66 dólares por barril.

. O euro tinha ganho de 0,20%, a 1,1308 dólar.

. O índice do dólar contra uma cesta de moedas perdia 0,3%, a 96,222.

Veja como fecharam as bolsas asiáticas nesta quinta-feira:

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 2,13%, aos 29.066,32 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,23%, a 23.475,50 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,75%, a 3.675,02 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,58%, a 5.034,73 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,57%, a 3.006,41 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,71%, a 17.785,74 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,45%, a 3.128,80 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,43%, a 7.295,70 pontos.

Veja como fecharam os principais mercados financeiros na quarta-feira:

CÂMBIO

O dólar subiu pela quinta sessão consecutiva contra o real na quarta-feira, a nova máxima em oito meses, depois que o banco central dos Estados Unidos anunciou a antecipação do fim de suas compras de títulos e projetou aumentos de juros já em 2022.

. Dólar/Real: +0,21%, a 5,7072 reais na venda.

BOVESPA

O principal índice de ações brasileiras subiu na quarta-feira, diante da disparada das bolsas em Nova York, após o Federal Reserve (Fed) anunciar aceleração da retirada de estímulos monetários e sinalizar altas de juros em 2022.

. Ibovespa: +0,63%, a 107.431,18 pontos;

. Volume financeiro: R$ 75,1 bi.

. Índice dos principais ADRs brasileiros: +0,22%, a 16398,03 pontos.

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

BOLSAS DOS EUA

Wall Street terminou em forte alta na quarta-feira, depois de o banco central norte-americano anunciar que encerraria suas compras de títulos da era pandêmica em março, conforme procede para sair das políticas do início da crise sanitária.

. Dow Jones: +1,08%, a 35.927,43 pontos;

. Standard & Poor's 500: +1,63%, a 4.709,85 pontos;

. Nasdaq: +2,15%, a 15.565,58 pontos.

JUROS

mês ticker último fechamento variação (p.p.)

(%) anterior (%)

JAN/22 9,148 9,15 -0,002

JAN/23 11,55 11,47 0,08

JAN/24 10,875 10,78 0,095

JAN/25 10,54 10,46 0,08

JAN/26 10,39 10,35 0,04

JAN/27 10,39 10,36 0,03

DÍVIDA

. Treasuries de 10 anos: rendimento a 1,462%.

(PANORAMA1, PANORAMA2 e PANORAMA3 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código [PAN/SA])

(Edição de José de Castro)

PUBLICIDADE