PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Medida central das encomendas de bens duráveis nos EUA tem queda inesperada em novembro

23/12/2021 11h15

WASHINGTON (Reuters) - Os novos pedidos de bens de capital produzidos nos Estados Unidos caíram inesperadamente em novembro, enquanto os envios aumentaram de forma modesta, sugerindo que a escassez está prejudicando os gastos das empresas com equipamentos.

O chamado núcleo das encomendas de bens de capital --que exclui o setor de defesa e aeronaves e é uma medida observada de perto para planos de gastos empresariais-- caiu 0,1% no mês passado, informou o Departamento do Comércio nesta quinta-feira, depois de alta de 0,9% em outubro.

Economistas consultados pela Reuters previam que o núcleo das encomendas de bens de capital subiria 0,6%.

A medida central de embarques de bens de capital teve alta de 0,3% no mês passado, após acréscimo de 0,4% em outubro. Essa rubrica é a utilizada para cálculo dos gastos com equipamentos na medição do PIB.

O investimento empresarial em equipamentos contraiu no terceiro trimestre, após quatro trimestres seguidos de crescimento de dois dígitos. Os gastos foram prejudicados pela falta de veículos, num momento em que a escassez global de semicondutores está prejudicando a produção de automóveis.

Os pedidos de bens duráveis, que variam de torradeiras a aeronaves e que devem durar três anos ou mais, aceleraram a alta para 2,5% no mês passado, após acréscimo de 0,1% em outubro.

Os pedidos de bens duráveis ​​foram impulsionados por um salto de 6,5% nas encomendas de equipamentos de transporte, após queda de 0,3% em outubro. As encomendas de veículos automotores aumentaram 1,0%, depois de recuperação de 5,8% em outubro.

Os pedidos da volátil categoria de aeronaves civis saltaram 34,1%, após recuo de 4,1% em outubro. A Boeing informou em seu site que recebeu 109 encomendas de aeronaves no mês passado, ante apenas 10 em outubro.

(Por Lucia Mutikani)

PUBLICIDADE