PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Preços da matéria-prima siderúrgica caem na China com menor demanda por aço

27/12/2021 08h41

PEQUIM (Reuters) - As matérias-primas da siderurgia chinesa caíram nesta segunda-feira, uma vez que a demanda permaneceu fraca, com os preços do carvão metalúrgico e do coque caindo mais de 4%, enquanto os contratos futuros de minério de ferro recuaram após os ganhos na semana passada.

A produção semanal de aço nas principais empresas siderúrgicas da China ficou em 8,9 milhões de toneladas na semana passada, queda de 2,5% em relação à semana anterior, mostraram dados da consultoria Mysteel.

"A produção média diária de ferro fundido permaneceu em baixas históricas ... no entanto, os estoques de coque nas usinas estão mais altos do que no mesmo período dos anos anteriores", escreveram analistas da SinoSteel Futures em nota.

Com a política de controle da produção de aço bruto provavelmente continuada no médio e longo prazos, os preços do carvão metalúrgico têm mais espaço para cair e a demanda de coque será difícil de se recuperar para níveis elevados, disse a SinoSteel Futures.

Os contratos futuros de carvão metalúrgico mais negociados na bolsa de Dalian para entrega em maio caíram 4,8%, para 2.177 yuans (341,68 dólares) por tonelada, antes de encerrar com queda de 4,2%, para 2.190 yuans por tonelada.

Os futuros de coque na bolsa de Dalian fecharam em queda de 6,2%, a 2.936 yuans por tonelada. Eles perderam até 6,8% durante a sessão.

A referência de minério de ferro caiu 3,3%, para 683 yuans por tonelada, revertendo os ganhos no mercado futuro e à vista na última sexta-feira. Os preços spot de 62% do minério de ferro para entrega à China subiram 2,5 dólares para 127,5 dólares a tonelada na sexta-feira, de acordo com a consultoria SteelHome.

Os preços do aço na Bolsa de Futuros de Xangai ficaram mistos.

O vergalhão de aço para construção caiu 4,6%, para 4.307 yuans por tonelada, e os futuros de bobinas a quente caíram 4,5%, para 4.413 yuans por tonelada.

Os futuros de aço inoxidável de Xangai, para entrega em fevereiro, subiram 0,1%, para 16.720 yuans por tonelada.

(Reportagem de Min Zhang em Pequim e Enrico Dela Cruz em Manila)

PUBLICIDADE