PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Preços do petróleo avançam para máxima em um mês com recuo de receios sobre Ômicron

barril de petróleo  - Jon Nazca/Reuters
barril de petróleo Imagem: Jon Nazca/Reuters

Stephanie Kelly

27/12/2021 17h41

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo subiram mais de 2% nesta segunda-feira, para a máxima desde o final de novembro, na esperança de que a variante do coronavírus Ômicron terá um impacto limitado na demanda global em 2022, mesmo com o aumento de casos causando o cancelamento de voos.

O petróleo Brent subiu 2,46 dólares, ou 3,2%, para fechar a 78,60 dólares o barril. O petróleo dos EUA avançou 1,78 dólar, ou 2,4%, para fechar em 75,57 dólares o barril. O mercado dos EUA estava fechado na sexta-feira devido ao feriado.

Ambas as marcas de referência subiram nesta segunda-feira para uma máxima desde 26 de novembro.

O petróleo despencou mais de 10% desde quando os relatórios de uma nova variante apareceram pela primeira vez. Os contratos de referência avançaram na semana passada depois que os primeiros dados sugeriram que a Ômicron poderia causar um nível mais brando de doença.

"Embora a Ômicron esteja se espalhando mais rápido do que qualquer variante do Covid-19, uma notícia relativamente aliviadora é que a maioria das pessoas infectadas com Ômicron está apresentando sintomas leves, pelo menos até agora", disse Leona Liu, analista do DailyFX de Cingapura.

Os preços do petróleo subiram mais de 50% este ano, apoiados por recuperação de demanda e cortes de oferta pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados, conhecidos como Opep+.

A Opep+ manteve os planos em sua última reunião de aumentar a produção em janeiro, apesar da Ômicron.

PUBLICIDADE