PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Dow Jones e S&P fecham em níveis recordes; preocupações com Ômicron cedem

29/12/2021 18h13

Por Echo Wang

(Reuters) - O Dow Jones e o S&P 500 fecharam em máximas recordes nesta quarta-feira com um impulso de varejistas como Walgreens e Nike, e investidores minimizando preocupações em relação à disseminação da variante Ômicron.

O Dow Jones subiu em seis pregões consecutivos, o que marca a mais longa sequência de ganhos desde uma série de sete sessões, de 5 a 15 de março deste ano.

Walgreens Boots Alliance e Nike Inc avançaram 1,59% e 1,42%, respectivamente, com relatórios recentes sugerindo que as vendas de fim de ano foram fortes para os varejistas norte-americanos. Dados nesta quarta-feira mostraram que o déficit comercial dos EUA em bens cresceu rapidamente para o maior nível já visto em novembro, quando as importações de bens de consumo dispararam para um recorde, já que a pandemia de coronavírus limitou os gastos dos norte-americanos em serviços.

"O mercado começou a reconhecer que a variante Ômicron era, de uma forma estranha, uma boa notícia... é facilmente transmissível, mas com menor probabilidade de sobrecarregar hospitais", disse Jay Hatfield, fundador e executivo-chefe da Infrastructure Capital Management em Nova York. Ainda assim, ele disse que a variante provavelmente será um obstáculo pelo menos durante o mês que vem.

Três dos 11 principais índices setoriais do S&P caíram, energia, serviços ao consumidor e financeiro estão no vermelho.

Normalmente, os últimos cinco dias de negociação do ano e os dois primeiros do ano seguinte são sazonalmente fortes para as ações dos EUA, o chamado "Rali do Papai Noel". Porém, os participantes do mercado alertaram contra dar muita importância aos movimentos diários, uma vez que a temporada de fim de ano tende a registrar alguns dos menores volumes de negócios.

O índice S&P 500 fechou em alta de 0,14%, a 4.793,06 pontos. O Dow Jones teve alta de 0,25%, a 36.488,63 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuou 0,1%, a 15.766,22 pontos.

PUBLICIDADE