PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Wall St fecha em expressiva queda após ata do Fed mais dura

05/01/2022 18h04

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK (Reuters) - As ações nos Estados Unidos terminaram em queda acentuada nesta quarta-feira, depois de a ata da reunião de dezembro do banco central norte-americano sinalizar risco de aumento das taxas de juros mais cedo do que o esperado.

Os índices S&P 500 e Nasdaq rapidamente ampliaram suas quedas após a divulgação da ata, que investidores consideraram mais "hawkish" (dura com a inflação) do que o temido. O índice Dow Jones, que havia batido uma máxima recorde mais cedo no dia, reverteu o curso e também fechou em baixa.

A ata da reunião de política monetária do Fed de 14 a 15 de dezembro ofereceu mais detalhes sobre a mudança do banco central no mês passado em direção a uma política monetária mais rígida para conter a inflação. Os formuladores de política monetária disseram em dezembro que o mercado de trabalho dos EUA estava "muito apertado".

"Isso é mais 'hawkish' do que o esperado. Essa mudança em direção ao combate mais incisivo à inflação pode ser problemática tanto para os mercados de ações quanto para os de títulos", disse David Carter, diretor de investimentos da Lenox Wealth Advisors em Nova York.

O setor de tecnologia foi o que mais pesou sobre o S&P 500, enquanto o imobiliário, mais sensível às perspectivas para as taxas de juros, liderou as quedas setoriais.

O índice S&P 500 fechou em queda de 1,94%, a 4.700,58 pontos. O Dow Jones caiu 1,07%, a 36.407,11 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuou 3,34%, a 15.100,17 pontos.

O S&P 500 sofreu a maior queda diária desde 26 de novembro passado. Já o Nasdaq teve o pior dia desde 25 de fevereiro de 2021. O Dow Jones amargou a sessão mais negativa desde 20 de dezembro.

PUBLICIDADE