PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Citigroup vai exigir vacinação de funcionários contra covid a partir de 14/01

Citigroup será a 1ª grande instituição de Wall Street a adotar a vacinação obrigatória contra a covid-19 - Lucas Jackson/Reuters
Citigroup será a 1ª grande instituição de Wall Street a adotar a vacinação obrigatória contra a covid-19 Imagem: Lucas Jackson/Reuters

07/01/2022 15h58Atualizada em 07/01/2022 16h18

O Citigroup exigirá vacinação de seus empregados a partir de 14 de janeiro, de acordo com uma fonte familiarizada com o assunto, tornando-se a primeira grande instituição de Wall Street a implementar imunização obrigatória contra covid-19.

Outros grandes bancos de Wall Street, incluindo Goldman Sachs, Morgan Stanley e JPMorgan, estão dizendo aos funcionários não vacinados para trabalhar em casa, mas ainda não chegaram a indicar que podem demiti-los.

Embora o Citigroup seja o primeiro banco a impor um mandato de vacina, um punhado de outras grandes empresas dos EUA introduziram políticas de imunização, incluindo Google e United Airlines, com variados graus de rigor.

O Citigroup disse em outubro que exigiria que os empregados dos EUA fossem vacinados como condição para seguirem empregados, mas não disse quando começaria a aplicar a nova política.

O banco disse na época que estava cumprindo a política do governo Joe Biden, exigindo que todos os trabalhadores que apoiavam contratos governamentais fossem totalmente vacinados, já que o governo continua sendo um grande e importante cliente.

O Citigroup avaliará as isenções por motivos religiosos ou médicos, ou qualquer outra acomodação por lei estadual ou local, caso a caso, disse o banco na época.

A fonte disse que o banco começará a aplicar essa política a partir de 14 de janeiro, mas não forneceu mais detalhes.

A Bloomberg relatou pela primeira vez o prazo final de 14 de janeiro do Citigroup. O Citigroup colocará os trabalhadores que não cumprirem até então em licença sem vencimento, com o último dia de trabalho no final do mês, informou a reportagem.

Mais de 90% dos funcionários do Citigroup até agora cumpriram o mandato e esse número está aumentando rapidamente, informou a Bloomberg, citando uma porta-voz do Citigroup.

PUBLICIDADE