PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Ibovespa tem alta firme com Powell e suporte de Vale e Petrobras

11/01/2022 18h54

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa brasileira teve alta firme nesta terça-feira, impulsionado por papéis de commodities como Vale e Petrobras e por sessão positiva em Wall Street após declaração do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell.

O Ibovespa subiu 1,8%, a 103.778,98 pontos, o maior avanço percentual diário desde 2 de dezembro. O volume financeiro da sessão foi de quase 27 bilhões de reais.

Powell disse ao Congresso norte-americano que a economia do país está pronta para o início do aperto da política monetária, mas não deu pistas sobre o momento de início do ciclo de alta de juros, que muitos esperam começar em março.

O discurso deu gás aos principais índice de ações norte-americanos, com investidores aparentemente aliviados que a declaração não trouxe grandes surpresas.

A indicação do Fed de que pode subir a taxa de juros antes do esperado e reduzir sua carteira de ativos derrubou os mercados de ações nos últimos dias, dado o impacto potencial da medida na liquidez global e no custo de capital das empresas.

O Nasdaq foi o grande destaque do dia nos EUA, fechando em alta de 1,4%. O Ibovespa, que já subia na contramão de Wall Street antes da fala de Powell, ampliou os ganhos.

A sessão positiva para o índice local se deu mesmo com o avanço de 0,73% em dezembro do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), acima da expectativa de uma taxa de 0,65%, segundo pesquisa da Reuters.

No ano, a inflação subiu 10,06%, a maior desde 2015, e estourou o teto do Banco Central, que é de 3,75% com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual. Por isso, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, teve que escrever um carta, na qual afirma que o órgão tem tomado as providências para que o IPCA atinja as metas definidas para 2022, 2023 e 2024.

DESTAQUES

- PETZ ON subiu 7,07%, maior alta desde novembro, após analistas do Bradesco BBI iniciarem a cobertura da ação com recomendação 'outperform' e preço-alvo de 25 reais. A sessão foi positiva para ações ligadas ao varejo no geral.

- PETROBRAS PN subiu 2,96% e a ação ON avançou 4,13%, diante da alta de 3,5% do petróleo Brent em meio à expectativa de que o avanço da Covid-19 não inviabilizará a recuperação da demanda. E a estatal anunciou elevação nos preços do diesel e da gasolina nas refinarias. PETRORIO ON avançou 5,26% e 3R PETROLEUM ganhou 5,19%.

- VALE ON subiu 1,9% e USIMINAS PNA disparou 6,05%, após o preço do minério ferro subir 2,8% em Dalian, na China.

- BRF caiu 1,28%, MINERVA cedeu 1%, MARFRIG recuou 0,8% e JBS teve queda 0,5%. Analistas citaram o impacto da queda do dólar nas empresas.

- BRASKEM PN cedeu 1,2%, somando seis quedas nos últimos sete pregões.

- MÉLIUZ ON subiu 7,3%, após queda na véspera com disparada dos Treasuries.

- INTER UNIT avançou 3,44%, após divulgar prévia operacional do quarto trimestre, com crescimento de 93% na base de clientes ante um ano antes.

- AMERICANAS ON subiu 3,35%, LOJAS AMERICANAS PN avançou 4,3%, MAGAZINE LUIZA teve alta de 2,26% e VIA ganhou 0,75%.

- NATURA ON subiu 6,3%, após 5 sessões de queda.

- XP subiu 8,7% em Wall Street, enquanto BDRs na B3 tiveram alta de 6,45%, após a companhia divulgar crescimento de 23% dos ativos sob custódia no quarto trimestre, em comparação anual, para 815 bilhões de reais.

(Por Andre Romani)

PUBLICIDADE