PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Ações europeias fecham estáveis com queda no setor defensivo compensando ganhos de tecnologia e montadoras

13/01/2022 14h38

Por Anisha Sircar e Ambar Warrick

(Reuters) - As ações europeias fecharam praticamente estáveis nesta quinta-feira, uma vez que perdas nos setores defensivos foram compensadas por ganhos nos papéis de montadoras e empresas de tecnologia, em meio a esperanças de melhora na oferta de semicondutores.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,03%, a 486,05 pontos.

As ações de saúde e bens pessoais e domésticos lideraram as perdas, caindo 0,9% e 1,2%, respectivamente.

Um recente aumento nos rendimentos dos títulos pesou na maioria dos setores defensivos, já que investidores esperam que o aumento da inflação leve ao aperto da política monetária em todo o mundo desenvolvido neste ano.

O STOXX 600, que atingiu um pico recorde no início do ano, tem mostrado dificuldade para manter os ganhos já que os investidores continuam preocupados com o impacto da inflação mais alta, a variante Ômicron e as pressões de oferta.

As montadoras tiveram o melhor desempenho do dia, com alta de 1,8%, depois que a TMSC, a maior fabricante de chips do mundo em termos de contratos, registrou lucro trimestral recorde e sinalizou planos de aumentar a produção.

A escassez de chips forçou várias montadoras a cortar a produção no ano passado, pesando sobre as vendas de automóveis.

Os papéis de tecnologia subiram 0,7%, apoiados por ganhos em grandes fabricantes de chips, como BE Semiconductors, ASM International e Soitec.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,16%, a 7.563,85 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,13%, a 16.031,59 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,50%, a 7.201,14 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,47%, a 27.844,45 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,53%, a 8.816,90 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,74%, a 5.706,07 pontos.

PUBLICIDADE